#LauroCorona Instagram Photos & Videos

LauroCorona - 685 posts

Top Posts

  • Hoje dia 06 de Julho, nosso eterno #LauroCorona completaria 60 anos de idade. #Saudades ❤
  • Hoje dia 06 de Julho, nosso eterno #LauroCorona completaria 60 anos de idade. #Saudades
  • 2,239 80 6 July, 2017
  • — #LauroCorona (July 6, 1957 - July 20, 1989) was a Brazilian actor who died of AIDS in Rio de Janeiro.
He was 32 years old.
.
Born in Rio de Janeiro, Corona began working at the age 16 years as a salesman in his mother's boutique.  A year later, he left to start a modeling career and made his first advertisement for Coca-Cola and catching the attention of the director Marcos de Sá.
.
In 1977, Corona acted in the children's play 'Sinbad the Sailor', in Rio de Janeiro, where he was discovered by Zbigniew Ziembinski (1908 -1978) and Paulo José who invited him to participate in the television special Ciranda, Cirandinha.  From there, he later appeared in several soap operas and movies and won a Clio Award for best actor.  Corona also achieved some success as a singer.
.
Corona was one of the first Brazilian personalities to die of AIDS.  Rumors that he had AIDS emerged in January 1989 when he was asked to leave the soap Vida Nova.
.
Corona’s last scene showed him leaving in a black car on a rainy night, to the sound of Portuguese poet, Fernando Pessoa's (1888 - 1935) "Traveling! Losing Roots!" — recited by himself.
.
Corona settled in Campos do Jordão but came back 2 months later, many pounds lighter and with considerable hair loss.  Soon after, he moved to his parents' house and isolating himself from his friends.  When his health worsened, he was hospitalized. His parents declined comment to give any information to the press about his health.
.
Corona died after 9 days a São Vicente hospital. He was buried in the São João Batistab Cemetery, Rio de Janeiro.
.
Corona's death certificate stated that the cause of death was due to respiratory infection, septicaemia, opportunistic infection, myocarditis, acute renal failure and upper gastrointestinal bleeding.
.
Corona's family are also now deceased: his mother, Maria Alice, his stepfather - the French singer and musician Louis André  and only sister, Luciana. The identity of his biological father was never disclosed.
.
#whatisrememberedlives #theaidsmemorial #aidsmemorial #endaids #neverforget
  • #LauroCorona (July 6, 1957 - July 20, 1989) was a Brazilian actor who died of AIDS in Rio de Janeiro.
    He was 32 years old.
    .
    Born in Rio de Janeiro, Corona began working at the age 16 years as a salesman in his mother's boutique. A year later, he left to start a modeling career and made his first advertisement for Coca-Cola and catching the attention of the director Marcos de Sá.
    .
    In 1977, Corona acted in the children's play 'Sinbad the Sailor', in Rio de Janeiro, where he was discovered by Zbigniew Ziembinski (1908 -1978) and Paulo José who invited him to participate in the television special Ciranda, Cirandinha. From there, he later appeared in several soap operas and movies and won a Clio Award for best actor. Corona also achieved some success as a singer.
    .
    Corona was one of the first Brazilian personalities to die of AIDS. Rumors that he had AIDS emerged in January 1989 when he was asked to leave the soap Vida Nova.
    .
    Corona’s last scene showed him leaving in a black car on a rainy night, to the sound of Portuguese poet, Fernando Pessoa's (1888 - 1935) "Traveling! Losing Roots!" — recited by himself.
    .
    Corona settled in Campos do Jordão but came back 2 months later, many pounds lighter and with considerable hair loss. Soon after, he moved to his parents' house and isolating himself from his friends. When his health worsened, he was hospitalized. His parents declined comment to give any information to the press about his health.
    .
    Corona died after 9 days a São Vicente hospital. He was buried in the São João Batistab Cemetery, Rio de Janeiro.
    .
    Corona's death certificate stated that the cause of death was due to respiratory infection, septicaemia, opportunistic infection, myocarditis, acute renal failure and upper gastrointestinal bleeding.
    .
    Corona's family are also now deceased: his mother, Maria Alice, his stepfather - the French singer and musician Louis André and only sister, Luciana. The identity of his biological father was never disclosed.
    .
    #whatisrememberedlives #theaidsmemorial #aidsmemorial #endaids #neverforget
  • 2,729 74 6 July, 2018
  • #GloriaPires e #LauroCorona ❤ 
Alguém lembra dessa novela? Vou dá uma dica, foi uma novela de época que foi exibida em 1987. Agora ficou fácil né!?
  • #GloriaPires e #LauroCorona
    Alguém lembra dessa novela? Vou dá uma dica, foi uma novela de época que foi exibida em 1987. Agora ficou fácil né!?
  • 8,835 365 15 June, 2018
  • Será que pode mais uma foto da Gloria com Laurinho?! Hahaha óbvio que pode né gente, eles lindos! 💕

#GloriaPires e #LauroCorona como Marisa e Beto em #DancinDays 1978. 📸❤
  • Será que pode mais uma foto da Gloria com Laurinho?! Hahaha óbvio que pode né gente, eles lindos! 💕

    #GloriaPires e #LauroCorona como Marisa e Beto em #DancinDays 1978. 📸❤
  • 5,584 140 19 June, 2018
  • Prepara o coração! Vídeo inédito na área! 
Foi publicado o show de lançamento do filme “Bete Balanço”, de 1984, que conta com Barão Vermelho se apresentando, ao lado de Lauro Corona e Débora Bloch. 
Cazuza performa 5 músicas, com muita alegria e aquele alto astral que só ele tinha. 
Para assistir, é só visitar o perfil da página.
  • Prepara o coração! Vídeo inédito na área!
    Foi publicado o show de lançamento do filme “Bete Balanço”, de 1984, que conta com Barão Vermelho se apresentando, ao lado de Lauro Corona e Débora Bloch.
    Cazuza performa 5 músicas, com muita alegria e aquele alto astral que só ele tinha.
    Para assistir, é só visitar o perfil da página.
  • 2,004 35 27 August, 2018

Latest Instagram Posts

  • Para todos os fãs anônimos e famosos do #LauroCorona que até hoje,  quase 30 anos sem ele são fiéis à pessoa que ele foi! Ele com certeza está celebrando junto conosco!!! Nosso muito obrigado!

#DiaDoFa #DiaDoFã

Equipe LC 💙💋
  • Para todos os fãs anônimos e famosos do #LauroCorona que até hoje, quase 30 anos sem ele são fiéis à pessoa que ele foi! Ele com certeza está celebrando junto conosco!!! Nosso muito obrigado!

    #DiaDoFa #DiaDoFã

    Equipe LC 💙💋
  • 518 56 18 March, 2019
  • Lauro Corona🌟 In Memoriam...(Parte II) 🌈#ALMANAQUEMIX🧩
.
Lauro Corona também participou de alguns programas. Em 1983, ao lado de Carla Camurati, apresentou o especial Cometa Loucura, um programa de auditório voltado programa de auditório voltado para o público jovem. Em 1984, voltou a atuar em #telenovelas, fazendo uma participação especial em Vereda Tropical, de Carlos Lombardi. Ainda naquele ano, trabalhou ao lado de Malu Mader em Corpo a Corpo, de Gilberto Braga. 
Em 1986, protagonizou um episódio do programa Teletema, O Sequestro de Lauro Corona, escrito por Ricardo Linhares. Na trama, teve a chance de interpretar a si mesmo – como o ator que é raptado por um jovem para perpetuar a fantasia de sua irmã excepcional –, contracenando com Drica Moraes, Paulo Guarnieri, entre outros. 
Lauro Corona chegou a participar de uma #minissérie da Globo, também em 1986, quando interpretou o aprendiz de gigolô Mariano, em Memórias de um Gigolô, de Walter George Durst e Marcos Rey. Em 1987, protagonizou pela primeira vez uma novela, Direito de Amar, de Walther Negrão. Na trama, seu personagem, Adriano de Montserrat, apaixonava-se por Rosália, vivida por #GlóriaPires, atriz com quem formara par romântico em sua estreia na TV Globo. 
Sua última novela foi Vida Nova (1988), de Benedito Ruy Barbosa, na qual interpretou o Manoel Victor, um imigrante português que namorava Ruth (Deborah Evelyn), uma moça judia brasileira. Problemas de saúde obrigaram o ator a se afastar das gravações da novela a partir de janeiro de 1989. Lauro Corona morreu, em 20 de julho de 1989, devido a complicações decorrentes do vírus da #Aids.

#laurocorona #ator #inmemoriam 
#almanaquemix #tbt #televisão #memória #história #telemaistv
  • Lauro Corona🌟 In Memoriam...(Parte II) 🌈 #ALMANAQUEMIX 🧩
    .
    Lauro Corona também participou de alguns programas. Em 1983, ao lado de Carla Camurati, apresentou o especial Cometa Loucura, um programa de auditório voltado programa de auditório voltado para o público jovem. Em 1984, voltou a atuar em #telenovelas , fazendo uma participação especial em Vereda Tropical, de Carlos Lombardi. Ainda naquele ano, trabalhou ao lado de Malu Mader em Corpo a Corpo, de Gilberto Braga.
    Em 1986, protagonizou um episódio do programa Teletema, O Sequestro de Lauro Corona, escrito por Ricardo Linhares. Na trama, teve a chance de interpretar a si mesmo – como o ator que é raptado por um jovem para perpetuar a fantasia de sua irmã excepcional –, contracenando com Drica Moraes, Paulo Guarnieri, entre outros.
    Lauro Corona chegou a participar de uma #minissérie da Globo, também em 1986, quando interpretou o aprendiz de gigolô Mariano, em Memórias de um Gigolô, de Walter George Durst e Marcos Rey. Em 1987, protagonizou pela primeira vez uma novela, Direito de Amar, de Walther Negrão. Na trama, seu personagem, Adriano de Montserrat, apaixonava-se por Rosália, vivida por #GlóriaPires , atriz com quem formara par romântico em sua estreia na TV Globo.
    Sua última novela foi Vida Nova (1988), de Benedito Ruy Barbosa, na qual interpretou o Manoel Victor, um imigrante português que namorava Ruth (Deborah Evelyn), uma moça judia brasileira. Problemas de saúde obrigaram o ator a se afastar das gravações da novela a partir de janeiro de 1989. Lauro Corona morreu, em 20 de julho de 1989, devido a complicações decorrentes do vírus da #Aids .

    #laurocorona #ator #inmemoriam
    #almanaquemix #tbt #televisão #memória #história #telemaistv
  • 86 3 14 March, 2019
  • Lauro Corona🌟 In Memoriam...(Parte I) #ALMANAQUEMIX🧩
O ator Lauro Corona nasceu no #RiodeJaneiro em 6 de julho de 1957. Morreu em 1989, com apenas 32 anos.
➡️TRAJETÓRIA:
Lauro Corona começou sua carreira de ator trabalhando em filmes publicitários. No teatro, estreou na década de 1970, na peça infantil Seu Sol, Dona Lua. Em seguida, convidado pelo diretor Wolf Maia, atuou nas peças As Cigarras e as Formigas, A Estória de Copélia, e Simbad, o Marujo. .
Começou a trabalhar na TV Globo em 1977, indicado pelos atores e diretores Ziembinski e Paulo José para integrar o elenco do especial Ciranda Cirandinha. Oito meses depois, ganhou seu primeiro papel em telenovelas, o jovem Beto de Dancin’ Days,de Gilberto Braga. Na trama, o ator fazia par romântico com #GlóriaPires.
.
Em 1979, Lauro Corona trabalhou na novela Os Gigantes, de Lauro César Muniz, interpretando Polaco. No ano seguinte, em Marina (1980), de Wilson Aguiar Filho, viveu o mimado Marcelo, que aprende a lutar contra os preconceitos de todos pelo amor de uma moça negra, Lelena (Íris Nascimento). Em Baila Comigo (1981), de Manoel Carlos, foi o Caetano, amigo de Quinzinho, um dos irmãos gêmeos interpretados por Tony Ramos. Em seguida, trabalhou em Elas por Elas (1982), de Silvio de Abreu, ao lado de Mário Lago, Aracy Balabanian, Ester Góes, entre outros. 
Fez sua estreia no #cinema em 1982, no filme O Sonho Não Acabou, de Sérgio Rezende. A partir dessa experiência, estreou também como cantor, chegando a gravar dois discos. A #música Tem que Provar, de seu primeiro compacto, fez parte da trilha sonora da #novela Louco Amor (1983), de Gilberto Braga, em que interpretou o personagem Felipe. Ainda no cinema, em 1984, formou com Débora Bloch o casal protagonista de Bete Balanço, de Lael Rodrigues.

#laurocorona #inmemoriam #telemaistv #saudades #tbt #ator #televisão #memória #história
  • Lauro Corona🌟 In Memoriam...(Parte I) #ALMANAQUEMIX 🧩
    O ator Lauro Corona nasceu no #RiodeJaneiro em 6 de julho de 1957. Morreu em 1989, com apenas 32 anos.
    ➡️TRAJETÓRIA:
    Lauro Corona começou sua carreira de ator trabalhando em filmes publicitários. No teatro, estreou na década de 1970, na peça infantil Seu Sol, Dona Lua. Em seguida, convidado pelo diretor Wolf Maia, atuou nas peças As Cigarras e as Formigas, A Estória de Copélia, e Simbad, o Marujo. .
    Começou a trabalhar na TV Globo em 1977, indicado pelos atores e diretores Ziembinski e Paulo José para integrar o elenco do especial Ciranda Cirandinha. Oito meses depois, ganhou seu primeiro papel em telenovelas, o jovem Beto de Dancin’ Days,de Gilberto Braga. Na trama, o ator fazia par romântico com #GlóriaPires .
    .
    Em 1979, Lauro Corona trabalhou na novela Os Gigantes, de Lauro César Muniz, interpretando Polaco. No ano seguinte, em Marina (1980), de Wilson Aguiar Filho, viveu o mimado Marcelo, que aprende a lutar contra os preconceitos de todos pelo amor de uma moça negra, Lelena (Íris Nascimento). Em Baila Comigo (1981), de Manoel Carlos, foi o Caetano, amigo de Quinzinho, um dos irmãos gêmeos interpretados por Tony Ramos. Em seguida, trabalhou em Elas por Elas (1982), de Silvio de Abreu, ao lado de Mário Lago, Aracy Balabanian, Ester Góes, entre outros.
    Fez sua estreia no #cinema em 1982, no filme O Sonho Não Acabou, de Sérgio Rezende. A partir dessa experiência, estreou também como cantor, chegando a gravar dois discos. A #música  Tem que Provar, de seu primeiro compacto, fez parte da trilha sonora da #novela  Louco Amor (1983), de Gilberto Braga, em que interpretou o personagem Felipe. Ainda no cinema, em 1984, formou com Débora Bloch o casal protagonista de Bete Balanço, de Lael Rodrigues.

    #laurocorona #inmemoriam #telemaistv #saudades #tbt #ator #televisão #memória #história
  • 57 1 14 March, 2019
  • Lauro Corona🌟 In Memoriam...(Parte II)
.
Lauro Corona também participou de alguns programas. Em 1983, ao lado de Carla Camurati, apresentou o especial Cometa Loucura, um programa de auditório voltado programa de auditório voltado para o público jovem. Em 1984, voltou a atuar em #telenovelas, fazendo uma participação especial em Vereda Tropical, de Carlos Lombardi. Ainda naquele ano, trabalhou ao lado de Malu Mader em Corpo a Corpo, de Gilberto Braga. 
Em 1986, protagonizou um episódio do programa Teletema, O Sequestro de Lauro Corona, escrito por Ricardo Linhares. Na trama, teve a chance de interpretar a si mesmo – como o ator que é raptado por um jovem para perpetuar a fantasia de sua irmã excepcional –, contracenando com Drica Moraes, Paulo Guarnieri, entre outros. 
Lauro Corona chegou a participar de uma #minissérie da Globo, também em 1986, quando interpretou o aprendiz de gigolô Mariano, em Memórias de um Gigolô, de Walter George Durst e Marcos Rey. Em 1987, protagonizou pela primeira vez uma novela, Direito de Amar, de Walther Negrão. Na trama, seu personagem, Adriano de Montserrat, apaixonava-se por Rosália, vivida por #GlóriaPires, atriz com quem formara par romântico em sua estreia na TV Globo. 
Sua última novela foi Vida Nova (1988), de Benedito Ruy Barbosa, na qual interpretou o Manoel Victor, um imigrante português que namorava Ruth (Deborah Evelyn), uma moça judia brasileira. Problemas de saúde obrigaram o ator a se afastar das gravações da novela a partir de janeiro de 1989. Lauro Corona morreu, em 20 de julho de 1989, devido a complicações decorrentes do vírus da #Aids.

#laurocorona #ator #inmemoriam 
#almanaquemix #tbt #televisão #memória #história
  • Lauro Corona🌟 In Memoriam...(Parte II)
    .
    Lauro Corona também participou de alguns programas. Em 1983, ao lado de Carla Camurati, apresentou o especial Cometa Loucura, um programa de auditório voltado programa de auditório voltado para o público jovem. Em 1984, voltou a atuar em #telenovelas , fazendo uma participação especial em Vereda Tropical, de Carlos Lombardi. Ainda naquele ano, trabalhou ao lado de Malu Mader em Corpo a Corpo, de Gilberto Braga.
    Em 1986, protagonizou um episódio do programa Teletema, O Sequestro de Lauro Corona, escrito por Ricardo Linhares. Na trama, teve a chance de interpretar a si mesmo – como o ator que é raptado por um jovem para perpetuar a fantasia de sua irmã excepcional –, contracenando com Drica Moraes, Paulo Guarnieri, entre outros.
    Lauro Corona chegou a participar de uma #minissérie da Globo, também em 1986, quando interpretou o aprendiz de gigolô Mariano, em Memórias de um Gigolô, de Walter George Durst e Marcos Rey. Em 1987, protagonizou pela primeira vez uma novela, Direito de Amar, de Walther Negrão. Na trama, seu personagem, Adriano de Montserrat, apaixonava-se por Rosália, vivida por #GlóriaPires , atriz com quem formara par romântico em sua estreia na TV Globo.
    Sua última novela foi Vida Nova (1988), de Benedito Ruy Barbosa, na qual interpretou o Manoel Victor, um imigrante português que namorava Ruth (Deborah Evelyn), uma moça judia brasileira. Problemas de saúde obrigaram o ator a se afastar das gravações da novela a partir de janeiro de 1989. Lauro Corona morreu, em 20 de julho de 1989, devido a complicações decorrentes do vírus da #Aids .

    #laurocorona #ator #inmemoriam
    #almanaquemix #tbt #televisão #memória #história
  • 9 0 14 March, 2019
  • Lauro Corona🌟In Memoriam...(Parte I) 
O ator Lauro Corona nasceu no #RiodeJaneiro em 6 de julho de 1957. Morreu em 1989, com apenas 32 anos.
➡️TRAJETÓRIA:
Lauro Corona começou sua carreira de ator trabalhando em filmes publicitários. No teatro, estreou na década de 1970, na peça infantil Seu Sol, Dona Lua. Em seguida, convidado pelo diretor Wolf Maia, atuou nas peças As Cigarras e as Formigas, A Estória de Copélia, e Simbad, o Marujo. .
Começou a trabalhar na TV Globo em 1977, indicado pelos atores e diretores Ziembinski e Paulo José para integrar o elenco do especial Ciranda Cirandinha. Oito meses depois, ganhou seu primeiro papel em telenovelas, o jovem Beto de Dancin’ Days,de Gilberto Braga. Na trama, o ator fazia par romântico com #GlóriaPires.
.
Em 1979, Lauro Corona trabalhou na novela Os Gigantes, de Lauro César Muniz, interpretando Polaco. No ano seguinte, em Marina (1980), de Wilson Aguiar Filho, viveu o mimado Marcelo, que aprende a lutar contra os preconceitos de todos pelo amor de uma moça negra, Lelena (Íris Nascimento). Em Baila Comigo (1981), de Manoel Carlos, foi o Caetano, amigo de Quinzinho, um dos irmãos gêmeos interpretados por Tony Ramos. Em seguida, trabalhou em Elas por Elas (1982), de Silvio de Abreu, ao lado de Mário Lago, Aracy Balabanian, Ester Góes, entre outros. 
Fez sua estreia no #cinema em 1982, no filme O Sonho Não Acabou, de Sérgio Rezende. A partir dessa experiência, estreou também como cantor, chegando a gravar dois discos. A #música Tem que Provar, de seu primeiro compacto, fez parte da trilha sonora da #novela Louco Amor (1983), de Gilberto Braga, em que interpretou o personagem Felipe. Ainda no cinema, em 1984, formou com Débora Bloch o casal protagonista de Bete Balanço, de Lael Rodrigues.

#laurocorona #inmemoriam #almanaquemix #saudades #tbt #ator #televisão #memória #história
  • Lauro Corona🌟In Memoriam...(Parte I)
    O ator Lauro Corona nasceu no #RiodeJaneiro em 6 de julho de 1957. Morreu em 1989, com apenas 32 anos.
    ➡️TRAJETÓRIA:
    Lauro Corona começou sua carreira de ator trabalhando em filmes publicitários. No teatro, estreou na década de 1970, na peça infantil Seu Sol, Dona Lua. Em seguida, convidado pelo diretor Wolf Maia, atuou nas peças As Cigarras e as Formigas, A Estória de Copélia, e Simbad, o Marujo. .
    Começou a trabalhar na TV Globo em 1977, indicado pelos atores e diretores Ziembinski e Paulo José para integrar o elenco do especial Ciranda Cirandinha. Oito meses depois, ganhou seu primeiro papel em telenovelas, o jovem Beto de Dancin’ Days,de Gilberto Braga. Na trama, o ator fazia par romântico com #GlóriaPires .
    .
    Em 1979, Lauro Corona trabalhou na novela Os Gigantes, de Lauro César Muniz, interpretando Polaco. No ano seguinte, em Marina (1980), de Wilson Aguiar Filho, viveu o mimado Marcelo, que aprende a lutar contra os preconceitos de todos pelo amor de uma moça negra, Lelena (Íris Nascimento). Em Baila Comigo (1981), de Manoel Carlos, foi o Caetano, amigo de Quinzinho, um dos irmãos gêmeos interpretados por Tony Ramos. Em seguida, trabalhou em Elas por Elas (1982), de Silvio de Abreu, ao lado de Mário Lago, Aracy Balabanian, Ester Góes, entre outros.
    Fez sua estreia no #cinema em 1982, no filme O Sonho Não Acabou, de Sérgio Rezende. A partir dessa experiência, estreou também como cantor, chegando a gravar dois discos. A #música  Tem que Provar, de seu primeiro compacto, fez parte da trilha sonora da #novela  Louco Amor (1983), de Gilberto Braga, em que interpretou o personagem Felipe. Ainda no cinema, em 1984, formou com Débora Bloch o casal protagonista de Bete Balanço, de Lael Rodrigues.

    #laurocorona #inmemoriam #almanaquemix #saudades #tbt #ator #televisão #memória #história
  • 14 0 14 March, 2019
  • Manoel (#LauroCorona) precisa voltar para seu país de origem, Portugal, e no porto ele se despede de seu amor, a linda judia Ruth(@debevelyn). Cena linda e emocionante!!! Novela #VidaNova de 1988/89

Equipe LC 💙💋
  • Manoel ( #LauroCorona ) precisa voltar para seu país de origem, Portugal, e no porto ele se despede de seu amor, a linda judia Ruth(@debevelyn). Cena linda e emocionante!!! Novela #VidaNova de 1988/89

    Equipe LC 💙💋
  • 799 61 12 March, 2019
  • Cometa Loucura era um programa dominical apresentado por @carlacamurati e #LauroCorona em 1983. Programa para o público jovem com muitas gírias da época!

Equipe LC 💙💋
  • Cometa Loucura era um programa dominical apresentado por @carlacamurati e #LauroCorona em 1983. Programa para o público jovem com muitas gírias da época!

    Equipe LC 💙💋
  • 221 12 10 March, 2019
  • Boa noite amados fãs eternos do Laurinho!

Desenho feito por #ErikFarias onde #LauroCorona está um senhor, como talvez estivesse hoje (61 anos). Achamos lindo o desenho e agradecemos o presente!

Sigam o Erik Farias no Facebook: 
https://www.facebook.com/erikfarias0

Equipe LC 💙💋
  • Boa noite amados fãs eternos do Laurinho!

    Desenho feito por #ErikFarias onde #LauroCorona está um senhor, como talvez estivesse hoje (61 anos). Achamos lindo o desenho e agradecemos o presente!

    Sigam o Erik Farias no Facebook:
    https://www.facebook.com/erikfarias0

    Equipe LC 💙💋
  • 935 46 9 March, 2019
  • Hoje às 23h25 está previsto para a #Portela sair no Sambódromo como a terceira escola de samba. Escola essa que #LauroCorona (foto) era apaixonado! Hoje vamos todos pra torcida de sua escola favorita, sempre levantando a bandeira da paz!

Foto: @rosanemedeiros
Ano: 1987

Equipe LC 💙💋
  • Hoje às 23h25 está previsto para a #Portela sair no Sambódromo como a terceira escola de samba. Escola essa que #LauroCorona (foto) era apaixonado! Hoje vamos todos pra torcida de sua escola favorita, sempre levantando a bandeira da paz!

    Foto: @rosanemedeiros
    Ano: 1987

    Equipe LC 💙💋
  • 366 11 4 March, 2019
  • Já sinto saudades, desse clássico dos anos 80.  1981 foi ano das grandes músicas romântica, elenco inesquecível e atuações  não vista mais nos dias de hoje,  a novela tinha uma simplicidade de mostrar o cotidiano de uma forma mais natural possível.  A trilha é inesquecível,  como não lembrar da música  WITHOUT YOUR LOVE de ROGER DALTREY,  de GINO VANELLI com a música LIVING INSIDE MYSELF tema do casal mais apaixonado e mais romântico da novela Caê e Débora,  e  como esquecer  a música  CRYING de Don Mclean nos momentos de tristeza de Helena.
As novelas de antigamente tinha uma leveza e uma interpretação  única,  a novela Baila Comigo vai deixar saudades, a primeira Helena de Manoel Carlos interpretada pela talentosa Lilian Lemmertz. Eu não era nascido na época, mais viva obrigado por esse clássico,  é gostoso rever em cena  objetos e coisas que existiam naquela época, é bom voltar no passado, parabéns viva.

@bethgoulartoficial @tonyramos_oficial 
#bailacomigo #laurocorona #viva #novelas 
#tonyramos #tbt #anos80 #años80 #baladaanos80 
#musicaanos80 #rogerdaltrey #ginovanelli #antigos 
#pictures #atores @fernandamontenegrooficial #insta #classicos
  • Já sinto saudades, desse clássico dos anos 80. 1981 foi ano das grandes músicas romântica, elenco inesquecível e atuações não vista mais nos dias de hoje, a novela tinha uma simplicidade de mostrar o cotidiano de uma forma mais natural possível. A trilha é inesquecível, como não lembrar da música WITHOUT YOUR LOVE de ROGER DALTREY, de GINO VANELLI com a música LIVING INSIDE MYSELF tema do casal mais apaixonado e mais romântico da novela Caê e Débora, e como esquecer a música CRYING de Don Mclean nos momentos de tristeza de Helena.
    As novelas de antigamente tinha uma leveza e uma interpretação única, a novela Baila Comigo vai deixar saudades, a primeira Helena de Manoel Carlos interpretada pela talentosa Lilian Lemmertz. Eu não era nascido na época, mais viva obrigado por esse clássico, é gostoso rever em cena objetos e coisas que existiam naquela época, é bom voltar no passado, parabéns viva.

    @bethgoulartoficial @tonyramos_oficial
    #bailacomigo #laurocorona #viva #novelas
    #tonyramos #tbt #anos80 #años80 #baladaanos80
    #musicaanos80 #rogerdaltrey #ginovanelli #antigos
    #pictures #atores @fernandamontenegrooficial #insta #classicos
  • 153 17 28 February, 2019
  • Matéria gostosa com #LauroCorona.

Equipe LC 💙💋
  • Matéria gostosa com #LauroCorona .

    Equipe LC 💙💋
  • 335 14 19 February, 2019
  • Há 32 anos, estreava "DIREITO DE AMAR". 📺

Escrita por Walther Negrão
Direção Jayme Monjardim e José Carlos Pieri, com direção executiva de Nilton Travesso e supervisão de Daniel Filho. 
A trama é baseada na radionovela A Noiva das Trevas de Janete Clair escrita na década de 1950.

Quem gostava?

#gloriapires #glóriapires #laurocorona #walthernegrão #memóriateledramatúrgica
  • Há 32 anos, estreava "DIREITO DE AMAR". 📺

    Escrita por Walther Negrão
    Direção Jayme Monjardim e José Carlos Pieri, com direção executiva de Nilton Travesso e supervisão de Daniel Filho.
    A trama é baseada na radionovela A Noiva das Trevas de Janete Clair escrita na década de 1950.

    Quem gostava?

    #gloriapires #glóriapires #laurocorona #walthernegrão #memóriateledramatúrgica
  • 2,667 140 16 February, 2019
  • Cena de #LauroCorona em Roma para novela #BailaComigo. Quem já está sentindo tristeza com a aproximação do fim da novela no @canalviva?

Equipe LC 💙💋
  • Cena de #LauroCorona em Roma para novela #BailaComigo . Quem já está sentindo tristeza com a aproximação do fim da novela no @canalviva?

    Equipe LC 💙💋
  • 589 43 15 February, 2019
  • Derrepente dá saudade . E o que nos resta é lembrar dos bons tempos.
Saudades Laurinho. 
#laurocorona 
#gloriapires
  • Derrepente dá saudade . E o que nos resta é lembrar dos bons tempos.
    Saudades Laurinho.
    #laurocorona
    #gloriapires
  • 21 1 12 February, 2019
  • Boa noite! Matéria linda com #LauroCorona, espero que gostem!

Equipe LC 💙💋
  • Boa noite! Matéria linda com #LauroCorona , espero que gostem!

    Equipe LC 💙💋
  • 958 26 3 February, 2019
  • Bom dia! Uma matéria bacana com #LauroCorona. 
Equipe LC 💙💋
  • Bom dia! Uma matéria bacana com #LauroCorona .
    Equipe LC 💙💋
  • 329 16 29 January, 2019
  • 30 4 27 January, 2019
  • #LauroCorona era Lipe, você sabe de qual novela?

Equipe LC 💙💋
  • #LauroCorona era Lipe, você sabe de qual novela?

    Equipe LC 💙💋
  • 233 25 22 January, 2019
  • Nosso amado poeta caju, interpretando (tininho) no filme (bete balanço 1984) com sua amiga Débora Bloch, e Lauro corona também participou do filme.. a música bete balanço, foi feito por nosso amado poeta caju, especialmente para o filme com o mesmo nome.. nessas cenas, caju canta com Debora a canção (amor amor) de sua autoria.. ❤️ #Cazuza #cazuzandoexagerado #opoetaestavivo #vivacazuza #betebalanço #deborabloch #laurocorona
  • Nosso amado poeta caju, interpretando (tininho) no filme (bete balanço 1984) com sua amiga Débora Bloch, e Lauro corona também participou do filme.. a música bete balanço, foi feito por nosso amado poeta caju, especialmente para o filme com o mesmo nome.. nessas cenas, caju canta com Debora a canção (amor amor) de sua autoria.. ❤️ #Cazuza #cazuzandoexagerado #opoetaestavivo #vivacazuza #betebalanço #deborabloch #laurocorona
  • 502 12 16 January, 2019
  • Concordam que #LauroCorona além de ator, cantor e apresentador era também um excelente modelo? Que beleza é essa hein?

Equipe LC
  • Concordam que #LauroCorona além de ator, cantor e apresentador era também um excelente modelo? Que beleza é essa hein?

    Equipe LC
  • 562 29 15 January, 2019
  • Alguém aí sabe qual era a altura de #LauroCorona? 😁

Equipe LC 💙💋
  • Alguém aí sabe qual era a altura de #LauroCorona ? 😁

    Equipe LC 💙💋
  • 890 52 15 January, 2019
  • Matéria bacana falando de um caso especial onde #LauroCorona era ele mesmo!

Equipe LC 💙💋
  • Matéria bacana falando de um caso especial onde #LauroCorona era ele mesmo!

    Equipe LC 💙💋
  • 308 9 10 January, 2019
  • ⏩ BIO LÍDIA BRONDI PARTE 02: "As vésperas da estreia de Dancin’ Days, em julho de 1978, foi publicada uma matéria sobre o elenco da trama de Gilberto Braga, comentando sobre a desistência de Lídia para viver Marisa, filha de Júlia Mattos (Sônia Braga) criada por Yolanda Pratini (Joana Fomm), por conta da idade da personagem e do perfil semelhante ao do trabalho anterior. Marisa ficou com Glória Pires. E rivalizou com Vera Lúcia (Lídia) durante toda a novela, pela atenção de Beto (Lauro Corona). Lídia e Glória se reencontrariam numa outra trama de Gilberto Braga dez anos depois, em Vale Tudo. Logo após Dancin’ Days, Lídia atuou ao lado de Tarcísio Meira e Dina Sfat no especial A Ilha das Cabras, exibido dentro da série Aplauso. Os três se reencontrariam, no mesmo ano, em Os Gigantes, que também marca o reencontro da atriz com Lauro Corona. Lídia se preparava para uma nova década deixando para trás as “menores de idade” românticas e intempestivas. A veterinária Renata, independente financeiramente, dispensava o namorado Polaco (Lauro) para se relacionar com um homem mais velho, Fernando (Tarcísio). E também mantinha encontros com Paloma (Dina), numa das primeiras abordagens da homossexualidade na televisão. Uma matéria da revista Veja, de outubro de 1979, aponta Lídia como o grande destaque do ano na TV, relatando a ordem do então todo-poderoso da TV Globo, José Bonifácio de Oliveira Sobrinho – Boni – de ampliar sua participação em Os Gigantes e a oferta de um contrato de exclusividade, que ela recusara. Em 1981, Lídia interpretou uma das primeiras “inconvenientes do Maneco”. Em Baila Comigo, estreia de Manoel Carlos às oito, ela era Mira Maia, junção da Ciça e da Íris, de Laços de Família. “Sincerona” como Ciça, atrevida como Íris, Mira se envolvia com os irmãos gêmeos João Victor e Quinzinho (Tony Ramos) e condenava a mãe destes, Helena (Lílian Lemmertz), por ter escondido o parentesco  abrindo mão da maternidade de Victor." ⏩CONTINUA... By @duhsecco #lidiabrondi #gloriapires #laurocorona #soniabraga #joanafomm #denniscarvalho #dancindaysnoviva #tarcisiomeira #tonyramos #bailacomigonoviva #manoelcarlos #dancindays #manoelcarlos #anos70 #70s #valetudo30anos
  • ⏩ BIO LÍDIA BRONDI PARTE 02: "As vésperas da estreia de Dancin’ Days, em julho de 1978, foi publicada uma matéria sobre o elenco da trama de Gilberto Braga, comentando sobre a desistência de Lídia para viver Marisa, filha de Júlia Mattos (Sônia Braga) criada por Yolanda Pratini (Joana Fomm), por conta da idade da personagem e do perfil semelhante ao do trabalho anterior. Marisa ficou com Glória Pires. E rivalizou com Vera Lúcia (Lídia) durante toda a novela, pela atenção de Beto (Lauro Corona). Lídia e Glória se reencontrariam numa outra trama de Gilberto Braga dez anos depois, em Vale Tudo. Logo após Dancin’ Days, Lídia atuou ao lado de Tarcísio Meira e Dina Sfat no especial A Ilha das Cabras, exibido dentro da série Aplauso. Os três se reencontrariam, no mesmo ano, em Os Gigantes, que também marca o reencontro da atriz com Lauro Corona. Lídia se preparava para uma nova década deixando para trás as “menores de idade” românticas e intempestivas. A veterinária Renata, independente financeiramente, dispensava o namorado Polaco (Lauro) para se relacionar com um homem mais velho, Fernando (Tarcísio). E também mantinha encontros com Paloma (Dina), numa das primeiras abordagens da homossexualidade na televisão. Uma matéria da revista Veja, de outubro de 1979, aponta Lídia como o grande destaque do ano na TV, relatando a ordem do então todo-poderoso da TV Globo, José Bonifácio de Oliveira Sobrinho – Boni – de ampliar sua participação em Os Gigantes e a oferta de um contrato de exclusividade, que ela recusara. Em 1981, Lídia interpretou uma das primeiras “inconvenientes do Maneco”. Em Baila Comigo, estreia de Manoel Carlos às oito, ela era Mira Maia, junção da Ciça e da Íris, de Laços de Família. “Sincerona” como Ciça, atrevida como Íris, Mira se envolvia com os irmãos gêmeos João Victor e Quinzinho (Tony Ramos) e condenava a mãe destes, Helena (Lílian Lemmertz), por ter escondido o parentesco abrindo mão da maternidade de Victor." ⏩CONTINUA... By @duhsecco #lidiabrondi #gloriapires #laurocorona #soniabraga #joanafomm #denniscarvalho #dancindaysnoviva #tarcisiomeira #tonyramos #bailacomigonoviva #manoelcarlos #dancindays #manoelcarlos #anos70 #70s #valetudo30anos
  • 394 17 8 January, 2019
  • 💗 DIREITO DE AMAR

Ambientada no Rio de Janeiro do início do século XX, a trama baseava-se em Noiva das Trevas, de Janete Clair, escrita nos anos 1950.

Walther Negrão lembra que a radionovela Noiva das Trevas, de Janete Clair, em que se baseou para escrever Direito de Amar, passava-se em 1800 e foi inspirada na vida da avó de Dias Gomes. A radionovela contava a história de uma noiva que andava pela ruas à noite, o que não se manteve na novela. O autor sustentou nomes de personagens batizados por Janete, como o de Francisco Monserrat, interpretado na trama televisiva por (Carlos Vereza), mas alterou o século, pois a novela começa na passagem para 1900.

Além do romance entre a doce Rosália (Gloria Pires) e o romântico Adriano (Lauro Corona), o grande destaque da novela foi o vilão Francisco Monserrat, interpretado por Carlos Vereza. O ator compôs um personagem tão sedutor que, apesar de todas as perversidades, era querido pelo público. A torcida do telespectador por Monserrat obrigou o autor a exagerar as maldades do personagem, levando-o, por exemplo, a chicotear Joana (Ítala Nandi). Mesmo assim, Vereza recebeu muitas cartas de telespectadoras apaixonadas.

A produção de Direito de Amar construiu em Guaratiba, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, uma cidade que reproduzia detalhes da arquitetura carioca da época, como a rua da Saúde, inspirada no histórico bairro de mesmo nome, no Rio de Janeiro.

Direito de Amar foi a última parceria de Glória Pires e Lauro Corona na televisão.

Algumas cenas externas foram gravadas em Petrópolis, região serrana do Rio de Janeiro, como a do baile de máscaras onde Rosália (Gloria Pires) e Adriano (Lauro Corona) se conhecem. O cenário foi o Palácio de Cristal. Os takes tinham iluminação difusa para criar um efeito de passado.

Direito de Amar foi vendida para cerca de 50 países, entre os quais, Alemanha, Argélia, Áustria, Canadá, Espanha, Estados Unidos, França, Jordânia, Marrocos, Nicarágua, Rússia, Tunísia e Vietnã.

A novela foi reapresentada entre 08 de novembro de 1993 e 25 de fevereiro de 1994, em Vale a Pena Ver de Novo.

#laurocorona #gloriapires #canalviva #carlosvereza #noveladireitodeamar #direitodeamar #anos80
  • 💗 DIREITO DE AMAR

    Ambientada no Rio de Janeiro do início do século XX, a trama baseava-se em Noiva das Trevas, de Janete Clair, escrita nos anos 1950.

    Walther Negrão lembra que a radionovela Noiva das Trevas, de Janete Clair, em que se baseou para escrever Direito de Amar, passava-se em 1800 e foi inspirada na vida da avó de Dias Gomes. A radionovela contava a história de uma noiva que andava pela ruas à noite, o que não se manteve na novela. O autor sustentou nomes de personagens batizados por Janete, como o de Francisco Monserrat, interpretado na trama televisiva por (Carlos Vereza), mas alterou o século, pois a novela começa na passagem para 1900.

    Além do romance entre a doce Rosália (Gloria Pires) e o romântico Adriano (Lauro Corona), o grande destaque da novela foi o vilão Francisco Monserrat, interpretado por Carlos Vereza. O ator compôs um personagem tão sedutor que, apesar de todas as perversidades, era querido pelo público. A torcida do telespectador por Monserrat obrigou o autor a exagerar as maldades do personagem, levando-o, por exemplo, a chicotear Joana (Ítala Nandi). Mesmo assim, Vereza recebeu muitas cartas de telespectadoras apaixonadas.

    A produção de Direito de Amar construiu em Guaratiba, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, uma cidade que reproduzia detalhes da arquitetura carioca da época, como a rua da Saúde, inspirada no histórico bairro de mesmo nome, no Rio de Janeiro.

    Direito de Amar foi a última parceria de Glória Pires e Lauro Corona na televisão.

    Algumas cenas externas foram gravadas em Petrópolis, região serrana do Rio de Janeiro, como a do baile de máscaras onde Rosália (Gloria Pires) e Adriano (Lauro Corona) se conhecem. O cenário foi o Palácio de Cristal. Os takes tinham iluminação difusa para criar um efeito de passado.

    Direito de Amar foi vendida para cerca de 50 países, entre os quais, Alemanha, Argélia, Áustria, Canadá, Espanha, Estados Unidos, França, Jordânia, Marrocos, Nicarágua, Rússia, Tunísia e Vietnã.

    A novela foi reapresentada entre 08 de novembro de 1993 e 25 de fevereiro de 1994, em Vale a Pena Ver de Novo.

    #laurocorona #gloriapires #canalviva #carlosvereza #noveladireitodeamar #direitodeamar #anos80
  • 75 8 7 January, 2019
  • Laurinho e Vovó Glorinha...❤️ Os dois começaram a fazer sucesso na mesma época na novela Dancin´days, repetiram o sucesso como protagonistas em Direito de amar (1987) fazendo o casal Rosália e Adriano. Enquanto ele curtia todas, ela ficava lúcida e cuidava de todo mundo. Lauro, inclusive, a apelidou de Vovó Glorinha” e brincava: "Lá vem vovó Glorinha cm a sua charretinha!". A atriz foi uma das únicas pessoas que sabiam da doença que resultou na morte dele, em 1989. “Glória diz que ele é o irmão que ela não teve. Eles eram tão amigos que Lauro fez uma casa no terreno atrás do dela”. #laurocorona #gloriapires #canalviva #anos70 #dancindaysnoviva #videoshowaovivo #gshow #gloriananovela #gloria50 #bailacomigonoviva
  • Laurinho e Vovó Glorinha...❤️ Os dois começaram a fazer sucesso na mesma época na novela Dancin´days, repetiram o sucesso como protagonistas em Direito de amar (1987) fazendo o casal Rosália e Adriano. Enquanto ele curtia todas, ela ficava lúcida e cuidava de todo mundo. Lauro, inclusive, a apelidou de Vovó Glorinha” e brincava: "Lá vem vovó Glorinha cm a sua charretinha!". A atriz foi uma das únicas pessoas que sabiam da doença que resultou na morte dele, em 1989. “Glória diz que ele é o irmão que ela não teve. Eles eram tão amigos que Lauro fez uma casa no terreno atrás do dela”. #laurocorona #gloriapires #canalviva #anos70 #dancindaysnoviva #videoshowaovivo #gshow #gloriananovela #gloria50 #bailacomigonoviva
  • 626 15 6 January, 2019
  • 🥀 @laurocorona @gpiresoficial ❤️
👫 JOÃO E MARIA/CHICO BUARQUE:

Agora eu era o herói
E o meu cavalo só falava inglês
A noiva do cowboy
Era você além das outras três
Eu enfrentava os batalhões
Os alemães e seus canhões
Guardava o meu bodoque
E ensaiava o rock para as matinês

Agora eu era o rei, era o bedel e era também juiz
E pela minha lei a gente era obrigado a ser feliz
E você era a princesa que eu fiz coroar
E era tão linda de se admirar
Que andava nua pelo meu país

Não, não fuja não
Finja que agora eu era o seu brinquedo
Eu era o seu pião
O seu bicho preferido
Vem, me dê a mão
A gente agora já não tinha medo
No tempo da maldade 
acho que a gente nem tinha nascido

Agora era fatal
Que o faz-de-conta terminasse assim
Pra lá deste quintal
Era uma noite que não tem mais fim
Pois você sumiu no mundo sem me avisar
E agora eu era um louco a perguntar
O que é que a vida vai fazer de mim? 💗

#gloriapires #laurocorona #fantastico #tvglobo #chicobuarque #canalviva #anos70 #mpb #dancindaysnoviva #videoshowaovivo #gshow #gloriananovela #gloria50
  • 🥀 @laurocorona @gpiresoficial ❤️
    👫 JOÃO E MARIA/CHICO BUARQUE:

    Agora eu era o herói
    E o meu cavalo só falava inglês
    A noiva do cowboy
    Era você além das outras três
    Eu enfrentava os batalhões
    Os alemães e seus canhões
    Guardava o meu bodoque
    E ensaiava o rock para as matinês

    Agora eu era o rei, era o bedel e era também juiz
    E pela minha lei a gente era obrigado a ser feliz
    E você era a princesa que eu fiz coroar
    E era tão linda de se admirar
    Que andava nua pelo meu país

    Não, não fuja não
    Finja que agora eu era o seu brinquedo
    Eu era o seu pião
    O seu bicho preferido
    Vem, me dê a mão
    A gente agora já não tinha medo
    No tempo da maldade
    acho que a gente nem tinha nascido

    Agora era fatal
    Que o faz-de-conta terminasse assim
    Pra lá deste quintal
    Era uma noite que não tem mais fim
    Pois você sumiu no mundo sem me avisar
    E agora eu era um louco a perguntar
    O que é que a vida vai fazer de mim? 💗

    #gloriapires #laurocorona #fantastico #tvglobo #chicobuarque #canalviva #anos70 #mpb #dancindaysnoviva #videoshowaovivo #gshow #gloriananovela #gloria50
  • 375 17 6 January, 2019
  • Lauro Del Corona: Nascido na classe média carioca, começou a trabalhar aos 16 anos como vendedor na boutique de sua mãe. Um ano depois, já como modelo fez propaganda para a Coca-Cola e o Bob’s. Em 1977, ao atuar na peça infantil Simbad, o Marujo, foi descoberto por Ziembinski e Paulo José que o levou pra tv. Participiu do especial de televisão Ciranda, Cirandinha, e graças ao seu desempenho foi escalado para Dancin’ Days (1978), de Gilberto Braga, fazendo par cm Glória Pires. A Novela bateu recordes de audiência e virou febre nacional e pela qual ele venceu o APCA de melhor ator. Laurinho participou de outros grandes sucessos como: Marina, Baila Comigo, Elas por Elas, Louco Amor, Corpo a Corpo e Direito de Amar. O sucesso que Lauro Corona atingiu na televisão foi tão grande que o acabou levando ao cinema, protagonizando O Sonho não Acabou e Bete Balanço. O senso comum, aliás, espalhou o boato de que Cazuza e Lauro seriam primos, tanto pela sua incrível semelhança física, como também talvez por serem da mesma faixa etária e terem morrido da mesma doença, porém não tinha nenhum parentesco entre ambos. Laurinho, como era chamado pelos colegas, era grande amigo de Glória Pires, a quem chamava de 'Dona Glorinha'. Ele era unanimidade, e acabou sendo coroando como o galã das seis , horário este reservado para histórias de amor e de conteúdo leve. Sua popularidade era tanta que mereceu até um episódio no Caso Especial com o título: O Sequestro de Lauro Corona. Também alcançou sucesso como cantor e apresentador do Globo de Ouro. Fez a minissérie, Memórias de um gigolô, que foi considerado pela crítica um dos seus melhores trabalhos. Em Vida Nova, sua última cena mostrava um carro preto partindo numa noite chuvosa, ao som de um poema de Fernando Pessoa, declamado em off pelo próprio ator. Sua morte causou grande comoção nacional. Lauro Corona ficou para sempre como: aquele rapaz bonito, frágil, amável, de belos olhos azuis e sorriso cativante. #laurocorona #dancindaysnoviva #bailacomigonoviva #gloriapires #lidiabrondi #anos80 #tvglobo
  • Lauro Del Corona: Nascido na classe média carioca, começou a trabalhar aos 16 anos como vendedor na boutique de sua mãe. Um ano depois, já como modelo fez propaganda para a Coca-Cola e o Bob’s. Em 1977, ao atuar na peça infantil Simbad, o Marujo, foi descoberto por Ziembinski e Paulo José que o levou pra tv. Participiu do especial de televisão Ciranda, Cirandinha, e graças ao seu desempenho foi escalado para Dancin’ Days (1978), de Gilberto Braga, fazendo par cm Glória Pires. A Novela bateu recordes de audiência e virou febre nacional e pela qual ele venceu o APCA de melhor ator. Laurinho participou de outros grandes sucessos como: Marina, Baila Comigo, Elas por Elas, Louco Amor, Corpo a Corpo e Direito de Amar. O sucesso que Lauro Corona atingiu na televisão foi tão grande que o acabou levando ao cinema, protagonizando O Sonho não Acabou e Bete Balanço. O senso comum, aliás, espalhou o boato de que Cazuza e Lauro seriam primos, tanto pela sua incrível semelhança física, como também talvez por serem da mesma faixa etária e terem morrido da mesma doença, porém não tinha nenhum parentesco entre ambos. Laurinho, como era chamado pelos colegas, era grande amigo de Glória Pires, a quem chamava de 'Dona Glorinha'. Ele era unanimidade, e acabou sendo coroando como o galã das seis , horário este reservado para histórias de amor e de conteúdo leve. Sua popularidade era tanta que mereceu até um episódio no Caso Especial com o título: O Sequestro de Lauro Corona. Também alcançou sucesso como cantor e apresentador do Globo de Ouro. Fez a minissérie, Memórias de um gigolô, que foi considerado pela crítica um dos seus melhores trabalhos. Em Vida Nova, sua última cena mostrava um carro preto partindo numa noite chuvosa, ao som de um poema de Fernando Pessoa, declamado em off pelo próprio ator. Sua morte causou grande comoção nacional. Lauro Corona ficou para sempre como: aquele rapaz bonito, frágil, amável, de belos olhos azuis e sorriso cativante. #laurocorona #dancindaysnoviva #bailacomigonoviva #gloriapires #lidiabrondi #anos80 #tvglobo
  • 951 63 6 January, 2019
  • Ôooo menino lindo 😍😍😍
#Repost @circo.eletronico (@get_repost)
・・・
Lauro Del Corona: Nascido na classe média carioca, começou a trabalhar aos 16 anos como vendedor na boutique de sua mãe. Um ano depois, já como modelo fez propaganda para a Coca-Cola e o Bob’s. Em 1977, ao atuar na peça infantil Simbad, o Marujo, foi descoberto por Ziembinski e Paulo José que o levou pra tv. Participiu do especial de televisão Ciranda, Cirandinha, e graças ao seu desempenho foi escalado para Dancin’ Days (1978), de Gilberto Braga, fazendo par cm Glória Pires. A Novela bateu recordes de audiência e virou febre nacional e pela qual ele venceu o APCA de melhor ator. Laurinho participou de outros grandes sucessos como: Marina, Baila Comigo, Elas por Elas, Louco Amor, Corpo a Corpo e Direito de Amar. O sucesso que Lauro Corona atingiu na televisão foi tão grande que o acabou levando ao cinema, protagonizando O Sonho não Acabou e Bete Balanço. O senso comum, aliás, espalhou o boato de que Cazuza e Lauro seriam primos, tanto pela sua incrível semelhança física, como também talvez por serem da mesma faixa etária e terem morrido da mesma doença, porém não tinha nenhum parentesco entre ambos. Laurinho, como era chamado pelos colegas, era grande amigo de Glória Pires, a quem chamava de 'Dona Glorinha'. Ele era unanimidade, e acabou sendo coroando como o galã das seis , horário este reservado para histórias de amor e de conteúdo leve. Sua popularidade era tanta que mereceu até um episódio no Caso Especial com o título: O Sequestro de Lauro Corona. Também alcançou sucesso como cantor e apresentador do Globo de Ouro. Fez a minissérie, Memórias de um gigolô, que foi considerado pela crítica um dos seus melhores trabalhos. Em Vida Nova, sua última cena mostrava um carro preto partindo numa noite chuvosa, ao som de um poema de Fernando Pessoa, declamado em off pelo próprio ator. Sua morte causou grande comoção nacional. Lauro Corona ficou para sempre como: aquele rapaz bonito, frágil, amável, de belos olhos azuis e sorriso cativante. Como alguém disse em ocasião de sua morte: “Laurinho deixou sua marca na história da TV. Uma marca que nem o tempo será capaz de diluir”. #laurocorona #dancindaysn
  • Ôooo menino lindo 😍😍😍
    #Repost @circo.eletronico (@get_repost)
    ・・・
    Lauro Del Corona: Nascido na classe média carioca, começou a trabalhar aos 16 anos como vendedor na boutique de sua mãe. Um ano depois, já como modelo fez propaganda para a Coca-Cola e o Bob’s. Em 1977, ao atuar na peça infantil Simbad, o Marujo, foi descoberto por Ziembinski e Paulo José que o levou pra tv. Participiu do especial de televisão Ciranda, Cirandinha, e graças ao seu desempenho foi escalado para Dancin’ Days (1978), de Gilberto Braga, fazendo par cm Glória Pires. A Novela bateu recordes de audiência e virou febre nacional e pela qual ele venceu o APCA de melhor ator. Laurinho participou de outros grandes sucessos como: Marina, Baila Comigo, Elas por Elas, Louco Amor, Corpo a Corpo e Direito de Amar. O sucesso que Lauro Corona atingiu na televisão foi tão grande que o acabou levando ao cinema, protagonizando O Sonho não Acabou e Bete Balanço. O senso comum, aliás, espalhou o boato de que Cazuza e Lauro seriam primos, tanto pela sua incrível semelhança física, como também talvez por serem da mesma faixa etária e terem morrido da mesma doença, porém não tinha nenhum parentesco entre ambos. Laurinho, como era chamado pelos colegas, era grande amigo de Glória Pires, a quem chamava de 'Dona Glorinha'. Ele era unanimidade, e acabou sendo coroando como o galã das seis , horário este reservado para histórias de amor e de conteúdo leve. Sua popularidade era tanta que mereceu até um episódio no Caso Especial com o título: O Sequestro de Lauro Corona. Também alcançou sucesso como cantor e apresentador do Globo de Ouro. Fez a minissérie, Memórias de um gigolô, que foi considerado pela crítica um dos seus melhores trabalhos. Em Vida Nova, sua última cena mostrava um carro preto partindo numa noite chuvosa, ao som de um poema de Fernando Pessoa, declamado em off pelo próprio ator. Sua morte causou grande comoção nacional. Lauro Corona ficou para sempre como: aquele rapaz bonito, frágil, amável, de belos olhos azuis e sorriso cativante. Como alguém disse em ocasião de sua morte: “Laurinho deixou sua marca na história da TV. Uma marca que nem o tempo será capaz de diluir”. #laurocorona #dancindaysn
  • 33 5 6 January, 2019
  • Caê (LAURO CORONA) e Débora Gama (BETH GOULART) em Baila Comigo. 💗

Beth, sempre maravilhosa, e Lauro, o galã do momento. O casal fez sucesso. A novela de Manoel Carlos apostou numa estética solar, realista, propondo um crônica de costumes da sociedade carioca dos anos 80. O que eram as trilhas das novelas né gente?! Sempre tinham papel importante na cena, na trama. Hoje em dia pelo fato de ninguém mais comprar CD, as trilhas foram jogadas pra escanteio fazendo apenas figuração. Muitas vezes a trilha só é lançada após o final da novela, com aquelas capas feitas de qualquer maneira sem o menor capricho. Mas tramas, uma mesma música pode embalar cenas de vários personagens distintos. Ok, nessa vida tudo gira em torno de dinheiro, mas já que não se vende mais CD/Disco, poderiam criar um aplicativo para baixar as músicas ou Spotify. Era bacana ouvir uma canção e lembrar daquele personagem, daquela novela. Tempo bom que não volta mais. O mesmo ocorreu com os programas infantis, uma vez que o ministério público proibiu publicidade de brinquedos e produtos infantis na tv aberta, as emissoras deixaram de produzir programas direcionados ao público infantil. E não venham me dizer que tem o The Voice Kids. Esse programa é apenas para usar da imagem fofa dos pequenos pra faturar em audiência e com anunciantes. Ficam semanas naquelas audições previamente gravadas todas num único dia, e exibidas incandescente durante um mês. Depois que já ganharam  audiência e bateu todas as cotas de patrocínio e anunciantes, começam a fase das eliminatórias e chutam vários pequenos de uma tacada só dá atração. Vou nem comentar que o vencedor não tem qualquer respaldo em relação a sua carreira musical. No final, desaparece com a mesma rapidez que foi alçado a fama que o programa lhe trouxe. Não existe tato, ou cuidado com os sonhos dos pequenos que entram ali cheio de ilusões, não imaginam que emissora só está ali para lucrar com suas "fofurices". Odeio esse programa! Não pode ser apenas patrocínio, audiência, dinheiro... É preciso ter mais cuidado e respeito com os sonhos das pessoas, principalmente das crianças.

#bailacomigonoviva #bethgoulart #laurocorona #manoelcarlos #anos80
  • Caê (LAURO CORONA) e Débora Gama (BETH GOULART) em Baila Comigo. 💗

    Beth, sempre maravilhosa, e Lauro, o galã do momento. O casal fez sucesso. A novela de Manoel Carlos apostou numa estética solar, realista, propondo um crônica de costumes da sociedade carioca dos anos 80. O que eram as trilhas das novelas né gente?! Sempre tinham papel importante na cena, na trama. Hoje em dia pelo fato de ninguém mais comprar CD, as trilhas foram jogadas pra escanteio fazendo apenas figuração. Muitas vezes a trilha só é lançada após o final da novela, com aquelas capas feitas de qualquer maneira sem o menor capricho. Mas tramas, uma mesma música pode embalar cenas de vários personagens distintos. Ok, nessa vida tudo gira em torno de dinheiro, mas já que não se vende mais CD/Disco, poderiam criar um aplicativo para baixar as músicas ou Spotify. Era bacana ouvir uma canção e lembrar daquele personagem, daquela novela. Tempo bom que não volta mais. O mesmo ocorreu com os programas infantis, uma vez que o ministério público proibiu publicidade de brinquedos e produtos infantis na tv aberta, as emissoras deixaram de produzir programas direcionados ao público infantil. E não venham me dizer que tem o The Voice Kids. Esse programa é apenas para usar da imagem fofa dos pequenos pra faturar em audiência e com anunciantes. Ficam semanas naquelas audições previamente gravadas todas num único dia, e exibidas incandescente durante um mês. Depois que já ganharam audiência e bateu todas as cotas de patrocínio e anunciantes, começam a fase das eliminatórias e chutam vários pequenos de uma tacada só dá atração. Vou nem comentar que o vencedor não tem qualquer respaldo em relação a sua carreira musical. No final, desaparece com a mesma rapidez que foi alçado a fama que o programa lhe trouxe. Não existe tato, ou cuidado com os sonhos dos pequenos que entram ali cheio de ilusões, não imaginam que emissora só está ali para lucrar com suas "fofurices". Odeio esse programa! Não pode ser apenas patrocínio, audiência, dinheiro... É preciso ter mais cuidado e respeito com os sonhos das pessoas, principalmente das crianças.

    #bailacomigonoviva #bethgoulart #laurocorona #manoelcarlos #anos80
  • 310 24 5 January, 2019
  • Foto de #LauroCorona em 1978 aos 21 anos de vida.

Equipe LC 💙💋
  • Foto de #LauroCorona em 1978 aos 21 anos de vida.

    Equipe LC 💙💋
  • 499 17 2 January, 2019
  • 🎉 🎇É tempo de celebrar! 🎆✨ Confira algumas festas de Réveillon da ficção.

Réveillon em Viver a Vida (2009) estava lindo, mas carregado de drama. Marcos (José Mayer) recebeu a sua filha Luciana (Alinne Moraes), que tinha tinha ficado tetraplégica há pouco tempo, e sua ex-mulher Tereza (Lilia Cabral). Enquanto em Boogie Oogie, Sandra (Isis Valverde) celebra a chegada de 1979 na mansão ao lado da vó Madalena (Betty Faria), Vitória (Bianca Bin) aproveita a noite para aprontar mais uma das suas. A maluquinha tasca um beijão em Rafael (Marco Pigossi), aproveitando que o amado está em crise com Sandra.

Milagre de Ano Novo: Comendador (Alexandre Nero) apareceu com terno off- white em Império. O homem de preto mudou de visual no capítulo de réveillon.

Um novo ano, e nós devemos começar com uma página em branco". Ana Francisca (Mariana Ximenes) quebrou o luto e chegou chamando atenção na festa de ano novo de Ventura, em Chocolate com Pimenta (2003). Além do belíssimo vestido branco, ela surpreendeu a todos por ter finalmente quebrado o luto pela morte de Ludovico (Ary Fontoura). Contagem regressiva, champanhe e muiti beijo na boca! Em Laços de Família (2000), Edu (Reynaldo Giannecchini) e Helena (Vera Fischer), passaram a noite da virada juntos na praia, só no chamego, eles nem desconfiavam de tudo que aconteceria nos próximos capítulos.  O Ano Novo no começo do século XX também foi animado, em Direito de Amar (1987). Foi durante um baile de máscaras que Rosália (Glória Pires) e Adriano (Lauro Corona) se apaixonaram à primeira vista. Mas para infelicidade dos pombinhos, a moça já estava prometida ao pai de Adriano, Francisco Monserrat (Carlos Vereza), em troca do pagamento de uma dívida do pai de Rosália.

#novelaviveravida #liliacabral #josemayer #manoelcarlos #boogieoogie #isisvalverde #biancabin #marcopigossi #alexandrenero #marinaruybarbosa #imperio #aguinaldosilva #verafischer #reynaldoGiannecchini #lacosdefamilianoviva #gloriapires #laurocorona #marianaximenes #chocolatecompimenta #anonovo #reveillon #dramaturgia #novela #novelas #canalviva
  • 🎉 🎇É tempo de celebrar! 🎆✨ Confira algumas festas de Réveillon da ficção.

    Réveillon em Viver a Vida (2009) estava lindo, mas carregado de drama. Marcos (José Mayer) recebeu a sua filha Luciana (Alinne Moraes), que tinha tinha ficado tetraplégica há pouco tempo, e sua ex-mulher Tereza (Lilia Cabral). Enquanto em Boogie Oogie, Sandra (Isis Valverde) celebra a chegada de 1979 na mansão ao lado da vó Madalena (Betty Faria), Vitória (Bianca Bin) aproveita a noite para aprontar mais uma das suas. A maluquinha tasca um beijão em Rafael (Marco Pigossi), aproveitando que o amado está em crise com Sandra.

    Milagre de Ano Novo: Comendador (Alexandre Nero) apareceu com terno off- white em Império. O homem de preto mudou de visual no capítulo de réveillon.

    Um novo ano, e nós devemos começar com uma página em branco". Ana Francisca (Mariana Ximenes) quebrou o luto e chegou chamando atenção na festa de ano novo de Ventura, em Chocolate com Pimenta (2003). Além do belíssimo vestido branco, ela surpreendeu a todos por ter finalmente quebrado o luto pela morte de Ludovico (Ary Fontoura). Contagem regressiva, champanhe e muiti beijo na boca! Em Laços de Família (2000), Edu (Reynaldo Giannecchini) e Helena (Vera Fischer), passaram a noite da virada juntos na praia, só no chamego, eles nem desconfiavam de tudo que aconteceria nos próximos capítulos. O Ano Novo no começo do século XX também foi animado, em Direito de Amar (1987). Foi durante um baile de máscaras que Rosália (Glória Pires) e Adriano (Lauro Corona) se apaixonaram à primeira vista. Mas para infelicidade dos pombinhos, a moça já estava prometida ao pai de Adriano, Francisco Monserrat (Carlos Vereza), em troca do pagamento de uma dívida do pai de Rosália.

    #novelaviveravida #liliacabral #josemayer #manoelcarlos #boogieoogie #isisvalverde #biancabin #marcopigossi #alexandrenero #marinaruybarbosa #imperio #aguinaldosilva #verafischer #reynaldoGiannecchini #lacosdefamilianoviva #gloriapires #laurocorona #marianaximenes #chocolatecompimenta #anonovo #reveillon #dramaturgia #novela #novelas #canalviva
  • 110 1 31 December, 2018
  • Em 1979 quando @gpiresoficial fazia a novela #Cabocla, já no fim da trama, a atriz e amiga de #LauroCorona pegou uma virose forte. Na foto o amigo foi visitar sua amiga na casa dos pais dela.

Equipe LC 💙💋
  • Em 1979 quando @gpiresoficial fazia a novela #Cabocla , já no fim da trama, a atriz e amiga de #LauroCorona pegou uma virose forte. Na foto o amigo foi visitar sua amiga na casa dos pais dela.

    Equipe LC 💙💋
  • 686 11 23 December, 2018
  • Uma linda matéria com #LauroCorona. 
Equipe LC 💙💋
  • Uma linda matéria com #LauroCorona .
    Equipe LC 💙💋
  • 330 5 23 December, 2018
  • #LauroCorona ainda na época de trabalhos de publicidades e propagandas. Seu lindo rosto ainda não era conhecido nacionalmente. 
Equipe LC 💙💋
  • #LauroCorona ainda na época de trabalhos de publicidades e propagandas. Seu lindo rosto ainda não era conhecido nacionalmente.
    Equipe LC 💙💋
  • 403 12 22 December, 2018