#RobsonJorge Instagram Photos & Videos

RobsonJorge - 842 posts

Top Posts

  • Comemorando aqui na @locomotivadiscos a chegada da reedição do disco do Robson Jorge, que saiu recentemente pela @madaboutrecords ! Agora só falta a @sonymusic se adiantar pra lançar em CD e subir o álbum nos serviços de streaming. Vamos botar essa maravilha pra rodar em todos os aparelhos de som ao redor do mundo ❤️
  • Comemorando aqui na @locomotivadiscos a chegada da reedição do disco do Robson Jorge, que saiu recentemente pela @madaboutrecords ! Agora só falta a @sonymusic se adiantar pra lançar em CD e subir o álbum nos serviços de streaming. Vamos botar essa maravilha pra rodar em todos os aparelhos de som ao redor do mundo ❤️
  • 238 24 8 March, 2019
  • Gratidão imensa ao meu querido amigo @djgustavoveiga por ter me presenteado com este compacto do baterista Dedé lançado em 1983 pela @discoscbs . "Sinceramente" é um daqueles boogies frenéticos que só mesmo Lincoln Olivetti e sua turma poderiam produzir. Sempre no set de brasilidades. Rodando na programação da @radiobsd em Jundiaí/SP.
  • Gratidão imensa ao meu querido amigo @djgustavoveiga por ter me presenteado com este compacto do baterista Dedé lançado em 1983 pela @discoscbs . "Sinceramente" é um daqueles boogies frenéticos que só mesmo Lincoln Olivetti e sua turma poderiam produzir. Sempre no set de brasilidades. Rodando na programação da @radiobsd em Jundiaí/SP.
  • 139 18 13 November, 2018

Latest Instagram Posts

  • 92 4 18 March, 2019
  • Comemorando aqui na @locomotivadiscos a chegada da reedição do disco do Robson Jorge, que saiu recentemente pela @madaboutrecords ! Agora só falta a @sonymusic se adiantar pra lançar em CD e subir o álbum nos serviços de streaming. Vamos botar essa maravilha pra rodar em todos os aparelhos de som ao redor do mundo ❤️
  • Comemorando aqui na @locomotivadiscos a chegada da reedição do disco do Robson Jorge, que saiu recentemente pela @madaboutrecords ! Agora só falta a @sonymusic se adiantar pra lançar em CD e subir o álbum nos serviços de streaming. Vamos botar essa maravilha pra rodar em todos os aparelhos de som ao redor do mundo ❤️
  • 238 24 8 March, 2019
  • saturday’s dinner menu:

squash
by robson jorge e lincoln olivetti.

thanks for dining with bassinbits.
  • saturday’s dinner menu:

    squash
    by robson jorge e lincoln olivetti.

    thanks for dining with bassinbits.
  • 40 1 2 March, 2019
  • combo 3 LPs infanto-juvenis juntos por R$ 45 - com participação de monstros da música brasileira, como Raul Seixas, Gang 90 & Absurdettes, Doces Bárbaros, Jards Macalé com Marlui Miranda, Rogério Duprat, Gilberto Gil, Tom Jobim, Paulinho da Viola, MPB4, Clara Nunes, Vinicius de Morais, entre muitos outros (role para o lado para fotos individuais) ..........................................................................................
- LP Plunct Plact Zuuum! :  com Raul Seixas, Zé Rodrix, Gang 90 & As Absurdettes, Maria Bethânia, Lincoln Olivetti e Robson Jorge, Sérgio Sá, Fafá de Belém, Eduardo Dusek, Jô Soares, a banda de apoio conta com Lulu Santos na guitarra, Lobão na bateria, entre outros .......................................................................................... - LP Sítio do Pica-Amarelo (1977): com Doces Bárbaros, Gilberto Gil, Jards Macalé com Marlui Miranda, MPB4, João Bosco, Dorival Caymmi, Ronaldo Malta, Sergio Ricardo, Aquarius, Lucinha Lins, Papo de Anjo e José Luís .......................................................................................... - LP Vinicius de Morais - Arca de Noé 2 (Vinil Azul): com Tom Jobim, Clara Nunes, Paulinho da Viola, Ney Matogrosso, Toquinho, Fagner, Grande Otelo, Boca Livre, Elba Ramalho, Céu da Boca, As Frenéticas, Dionísio Azevedo, Jane Duboc, arranjos Rogério Duprat e Toquinho .......................................................................................... retirada em SP Capital ou envio Correios + frete
#raulseixas #zerodrix #gang90easabsurdettes #mariabethania #fafadebelem #docesbarbaros #tomjobim #paulinhodaviola #viniciusdemorais #lincolnolivetti #robsonjorge #jardsmacale #gilbertogil #marluimiranda #neymatogrosso #claranunes #rogerioduprat #brazillianmusic #musicabrasileira #mpb #recordforsale #vinyljunkies #vinylrecords #recordstore #vinyl #vinylporn #vinylforsale #discodevinil #vinil #vinilavenda
  • combo 3 LPs infanto-juvenis juntos por R$ 45 - com participação de monstros da música brasileira, como Raul Seixas, Gang 90 & Absurdettes, Doces Bárbaros, Jards Macalé com Marlui Miranda, Rogério Duprat, Gilberto Gil, Tom Jobim, Paulinho da Viola, MPB4, Clara Nunes, Vinicius de Morais, entre muitos outros (role para o lado para fotos individuais) ..........................................................................................
    - LP Plunct Plact Zuuum! : com Raul Seixas, Zé Rodrix, Gang 90 & As Absurdettes, Maria Bethânia, Lincoln Olivetti e Robson Jorge, Sérgio Sá, Fafá de Belém, Eduardo Dusek, Jô Soares, a banda de apoio conta com Lulu Santos na guitarra, Lobão na bateria, entre outros .......................................................................................... - LP Sítio do Pica-Amarelo (1977): com Doces Bárbaros, Gilberto Gil, Jards Macalé com Marlui Miranda, MPB4, João Bosco, Dorival Caymmi, Ronaldo Malta, Sergio Ricardo, Aquarius, Lucinha Lins, Papo de Anjo e José Luís .......................................................................................... - LP Vinicius de Morais - Arca de Noé 2 (Vinil Azul): com Tom Jobim, Clara Nunes, Paulinho da Viola, Ney Matogrosso, Toquinho, Fagner, Grande Otelo, Boca Livre, Elba Ramalho, Céu da Boca, As Frenéticas, Dionísio Azevedo, Jane Duboc, arranjos Rogério Duprat e Toquinho .......................................................................................... retirada em SP Capital ou envio Correios + frete
    #raulseixas #zerodrix #gang90easabsurdettes #mariabethania #fafadebelem #docesbarbaros #tomjobim #paulinhodaviola #viniciusdemorais #lincolnolivetti #robsonjorge #jardsmacale #gilbertogil #marluimiranda #neymatogrosso #claranunes #rogerioduprat #brazillianmusic #musicabrasileira #mpb #recordforsale #vinyljunkies #vinylrecords #recordstore #vinyl #vinylporn #vinylforsale #discodevinil #vinil #vinilavenda
  • 31 1 23 February, 2019
  • Não tenho e nunca ouvi o segundo álbum da Cristina ('Santa Maravilha', 1981), mas recentemente topei com esse compacto, do referido LP, por módicos 5 biroliros, e gostei da releitura dela para 'Bobagem', composição de Lucinha Turnbull e Rita Lee gravada por Lucinha no ótimo 'Aroma' (1980). Algum amigo sabe se temos neste 7 polegadas a presença do maestro Lincoln Olivetti - a exemplo dos arranjos de 'Aroma' e de 'Moral Tem Hora', a cultivada versão de 'Pecados de Amor' dos irmãos Valle registrada por Cristina em seu álbum de estreia (título um tanto irregular, convenhamos)? Caso sim, como tudo que envolve Lincoln e seu fantástico parceiro Robson, o biscoitinho deve logo inflacionar, rs. .

#cristinacamargo #lucinhaturnbull #ritalee #cbs #cbsdiscos #lincolnolivetti #robsonjorge #brazilianboogie #7vynil #compacto
  • Não tenho e nunca ouvi o segundo álbum da Cristina ('Santa Maravilha', 1981), mas recentemente topei com esse compacto, do referido LP, por módicos 5 biroliros, e gostei da releitura dela para 'Bobagem', composição de Lucinha Turnbull e Rita Lee gravada por Lucinha no ótimo 'Aroma' (1980). Algum amigo sabe se temos neste 7 polegadas a presença do maestro Lincoln Olivetti - a exemplo dos arranjos de 'Aroma' e de 'Moral Tem Hora', a cultivada versão de 'Pecados de Amor' dos irmãos Valle registrada por Cristina em seu álbum de estreia (título um tanto irregular, convenhamos)? Caso sim, como tudo que envolve Lincoln e seu fantástico parceiro Robson, o biscoitinho deve logo inflacionar, rs. .

    #cristinacamargo #lucinhaturnbull #ritalee #cbs #cbsdiscos #lincolnolivetti #robsonjorge #brazilianboogie #7vynil #compacto
  • 52 5 13 February, 2019
  • First time ever reissue of this 1977 MPB / Brazilian soul album. Robson Jorge - Robson Jorge 1977. Coming soon.

One of the most important background figures of Brazilian Soul in the 70's and 80´s arranger/producer/composer/instrumentalist Robson Jorge, together with his partner Lincoln Olivetti defined the sound of the genre.

While Olivetti took most of the fame, Robson Jorge was perhaps the mastermind of the duo, having doubtlessly influenced Tim Maia, but being obscured by his own problems with alcohol (which would finally conduce to his precocious demise). The rare Robson Jorge LP 1977 is a testimony of his genius.

Born in Rio de Janeiro, he started out in music playing the acoustic guitar that belonged to his brother at age 11. Before turning 15, he was already playing at balls and even recording sessions. By the mid-70s played keyboards on Tim Maia's band (Seroma). Later on that decade, met with keyboardist/arranger Lincoln Olivetti, establishing a solid partnership and making songs recorded by countless artists. Robson and Lincoln were in charge of writing the arrangements for most of the big MPB stars in the 80s, which granted them fame, money and hard critic reviews that accused them of turning MPB into lame pop. Robson Jorge died alone and forgotten in 1992.
.
.
.
.
#armaghmusic #robsonjorge #braziliansoul #mpb #vinyl #vinylrecords #vinylcollection #newvinyl #vinyladdict #recordstore #recordshop #recordcollection #recordcollector #album #albumcover #albums #vinyladdiction #vinylobsession #vinylcollector #records #vinyligclub #supportyourlocalrecordstore #musiclover #newrelease
  • First time ever reissue of this 1977 MPB / Brazilian soul album. Robson Jorge - Robson Jorge 1977. Coming soon.

    One of the most important background figures of Brazilian Soul in the 70's and 80´s arranger/producer/composer/instrumentalist Robson Jorge, together with his partner Lincoln Olivetti defined the sound of the genre.

    While Olivetti took most of the fame, Robson Jorge was perhaps the mastermind of the duo, having doubtlessly influenced Tim Maia, but being obscured by his own problems with alcohol (which would finally conduce to his precocious demise). The rare Robson Jorge LP 1977 is a testimony of his genius.

    Born in Rio de Janeiro, he started out in music playing the acoustic guitar that belonged to his brother at age 11. Before turning 15, he was already playing at balls and even recording sessions. By the mid-70s played keyboards on Tim Maia's band (Seroma). Later on that decade, met with keyboardist/arranger Lincoln Olivetti, establishing a solid partnership and making songs recorded by countless artists. Robson and Lincoln were in charge of writing the arrangements for most of the big MPB stars in the 80s, which granted them fame, money and hard critic reviews that accused them of turning MPB into lame pop. Robson Jorge died alone and forgotten in 1992.
    .
    .
    .
    .
    #armaghmusic #robsonjorge #braziliansoul #mpb #vinyl #vinylrecords #vinylcollection #newvinyl #vinyladdict #recordstore #recordshop #recordcollection #recordcollector #album #albumcover #albums #vinyladdiction #vinylobsession #vinylcollector #records #vinyligclub #supportyourlocalrecordstore #musiclover #newrelease
  • 15 0 5 February, 2019
  • Um dos nomes mais prolíficos da música brasileira e também um dos mais desconhecidos pela grande massa. Você provavelmente pouco ouviu falar de Lincoln Olivetti, mas as músicas produzidas e arranjadas por esse monstro com certeza fazem parte da sua vida. Lincoln surgiu de forma surpreendente no mundo da música no início dos anos 70, sendo pupilo de ninguém menos do que Ed Lincoln, compositor, arranjador e produtor bastante requisitado na época e que já trabalhou com nomes como Beth Carvalho e Elza Soares. Com Ed Lincoln o introduzindo na cena das gravações em estúdio, não demorou muito para Lincoln conseguir sua própria clientela, seja gravando, arranjando ou produzindo, ao lado do seu colaborador frequente, Robson Jorge (com quem, inclusive, gravou um álbum sensacional em 1982). E a clientela era vasta: desde de Dicró, Jorge Ben e Erasmo Carlos a Tim Maia (que tinha em Lincoln seu arranjador favorito), Rita Lee, Emílio Santiago, Sandra de Sá e Marcos Valle. Na época, ficou conhecido como “mago dos estúdios” por duas razões: a primeira era sua disciplina dentro do local de trabalho, em que raramente dormia e virava noites seguidas em busca do som perfeito; a segunda porque sua disciplina no estúdio gerou um tipo de som de qualidade tal que não se via no Brasil à época, apenas nos grandes artistas americanos. Fã ávido da black music americana, em especial Earth, Wind and Fire (influência que é claramente vista em músicas como “Pela Cidade” de Sandra de Sá e “Palco” de Gilberto Gil), Lincoln almejava ser uma espécia de Maurice White brasileiro. Porém, com o sucesso e a alta demanda do arranjador, vieram também as críticas. Críticos especializados no tema achavam que Lincoln era americanizado demais e que suas músicas eram sempre iguais, o que teria supostamente criado uma “pasteurização” na música Pop da época (já que o mesmo produziu para uma gama quase incontável de artistas). Com as críticas dos especialistas e o não conhecimento do público em geral, Lincoln não teve, nem de longe, o reconhecimento merecido em vida, porém pode ser considerado sim, um dos arquitetos da música brasileira. Texto: @akinribeiro. #keepitloud #knowyourreference
  • Um dos nomes mais prolíficos da música brasileira e também um dos mais desconhecidos pela grande massa. Você provavelmente pouco ouviu falar de Lincoln Olivetti, mas as músicas produzidas e arranjadas por esse monstro com certeza fazem parte da sua vida. Lincoln surgiu de forma surpreendente no mundo da música no início dos anos 70, sendo pupilo de ninguém menos do que Ed Lincoln, compositor, arranjador e produtor bastante requisitado na época e que já trabalhou com nomes como Beth Carvalho e Elza Soares. Com Ed Lincoln o introduzindo na cena das gravações em estúdio, não demorou muito para Lincoln conseguir sua própria clientela, seja gravando, arranjando ou produzindo, ao lado do seu colaborador frequente, Robson Jorge (com quem, inclusive, gravou um álbum sensacional em 1982). E a clientela era vasta: desde de Dicró, Jorge Ben e Erasmo Carlos a Tim Maia (que tinha em Lincoln seu arranjador favorito), Rita Lee, Emílio Santiago, Sandra de Sá e Marcos Valle. Na época, ficou conhecido como “mago dos estúdios” por duas razões: a primeira era sua disciplina dentro do local de trabalho, em que raramente dormia e virava noites seguidas em busca do som perfeito; a segunda porque sua disciplina no estúdio gerou um tipo de som de qualidade tal que não se via no Brasil à época, apenas nos grandes artistas americanos. Fã ávido da black music americana, em especial Earth, Wind and Fire (influência que é claramente vista em músicas como “Pela Cidade” de Sandra de Sá e “Palco” de Gilberto Gil), Lincoln almejava ser uma espécia de Maurice White brasileiro. Porém, com o sucesso e a alta demanda do arranjador, vieram também as críticas. Críticos especializados no tema achavam que Lincoln era americanizado demais e que suas músicas eram sempre iguais, o que teria supostamente criado uma “pasteurização” na música Pop da época (já que o mesmo produziu para uma gama quase incontável de artistas). Com as críticas dos especialistas e o não conhecimento do público em geral, Lincoln não teve, nem de longe, o reconhecimento merecido em vida, porém pode ser considerado sim, um dos arquitetos da música brasileira. Texto: @akinribeiro. #keepitloud #knowyourreference
  • 55 2 5 February, 2019
  • Celebrando a reedição do primeiro (e único) disco solo do músico Robson Jorge pelo selo Mad About Records em vinil, escrevi junto com @jeanclandim um texto para minha coluna #nossasenhoradocomeback analisando o álbum editado originalmente pela @sonymusic em 1977. Em solo brasileiro, continua fora de catálogo e acredito que seria uma ótima oportunidade dos áudios subirem para as plataformas digitais. É injusto que não haja interesse na obra do artista por aqui, quando os gringos levam vantagem reeditando nossas pérolas porque tiveram a vi$ão. A atenção a mais não pode ser dada só porque o mercado europeu/japonês viu a oportunidade de faturar em cima do nosso produto. A música é do Brasil, precisa ser partilhada entre os nossos. E acho que nosso acervo precisa sim ser mais valorizado aqui.  Boto fé na reedição. 
E antes que seja tarde, segue o link para leitura e apreciação:

https://www.revistaforum.com.br/osentendidos/2019/01/28/primeiro-e-unico-disco-solo-do-musico-robson-jorge-e-reeditado-no-mercado-europeu/

#robsonjorge #lincolnolivetti
#madaboutrecords #sonymusicbrasil
  • Celebrando a reedição do primeiro (e único) disco solo do músico Robson Jorge pelo selo Mad About Records em vinil, escrevi junto com @jeanclandim um texto para minha coluna #nossasenhoradocomeback analisando o álbum editado originalmente pela @sonymusic em 1977. Em solo brasileiro, continua fora de catálogo e acredito que seria uma ótima oportunidade dos áudios subirem para as plataformas digitais. É injusto que não haja interesse na obra do artista por aqui, quando os gringos levam vantagem reeditando nossas pérolas porque tiveram a vi$ão. A atenção a mais não pode ser dada só porque o mercado europeu/japonês viu a oportunidade de faturar em cima do nosso produto. A música é do Brasil, precisa ser partilhada entre os nossos. E acho que nosso acervo precisa sim ser mais valorizado aqui. Boto fé na reedição.
    E antes que seja tarde, segue o link para leitura e apreciação:

    https://www.revistaforum.com.br/osentendidos/2019/01/28/primeiro-e-unico-disco-solo-do-musico-robson-jorge-e-reeditado-no-mercado-europeu/

    #robsonjorge #lincolnolivetti
    #madaboutrecords #sonymusicbrasil
  • 261 27 30 January, 2019
  • Atenção @sonymusic : Temos interesse na reedição do álbum "Nesse Inverno" (Discos CBS/1977) do Tony Bizarro em longplay também. Foi seu primeiro título solo após o fim da dupla Tony & Frankie. Foi uma grata surpresa ver ano passado 500 cópias disponíveis em CD a preço justo nas lojas pela série "Redescubra A Música". Garanti algumas unidades e saí dando de presente aos amigos mais chegados. Já tive a oportunidade de entrevistá-lo na @radiobsd e as histórias sobre a produção deste álbum são boas: "Nesse Inverno" foi gravado sem custo de estúdio pois todos os músicos toparam participar na amizade, sem cobrar um tostão e ainda assim, custou sua demissão na CBS (risos). Só indo pro meu canal do YouTube pra saber do desfecho.
  • Atenção @sonymusic : Temos interesse na reedição do álbum "Nesse Inverno" (Discos CBS/1977) do Tony Bizarro em longplay também. Foi seu primeiro título solo após o fim da dupla Tony & Frankie. Foi uma grata surpresa ver ano passado 500 cópias disponíveis em CD a preço justo nas lojas pela série "Redescubra A Música". Garanti algumas unidades e saí dando de presente aos amigos mais chegados. Já tive a oportunidade de entrevistá-lo na @radiobsd e as histórias sobre a produção deste álbum são boas: "Nesse Inverno" foi gravado sem custo de estúdio pois todos os músicos toparam participar na amizade, sem cobrar um tostão e ainda assim, custou sua demissão na CBS (risos). Só indo pro meu canal do YouTube pra saber do desfecho.
  • 205 14 25 January, 2019
  • Hoje mais uma integrante das Frenéticas nos deixa: Edyr de Castro. Ela tinha 72 anos e sofria de Alzheimer. Teve falência múltipla dos órgãos. Dizem que o Brasil é um país sem memória e que possui a incrível capacidade de pagar mais pau pelo trabalho feito pelos estrangeiros do que admirar a obra dos seus. Como meu trabalho aqui é de trazer referência para a nova geração, farei as devidas considerações ao trabalho dela junto às Frenéticas e pontuar os motivos pelos quais a nova geração precisar conhecer a obra delas. Então vamos lá: Antes das Spice Girls, antes do Rouge, das SNZ, Paquitas e Patotinha existia um grupo  formado por 6 mulheres: Sandra Pêra, Dulcilene, Lidoka (1950-2016), Leiloca, Edyr e Regina. Cantaram músicas que falavam no que hoje se chama de "empoderamento feminino". Basta observar atentamente as letras de Perigosa (Rita Lee/Roberto de Carvalho/Nelson Motta) "eu sei que eu sou bonita e gostosa", que contestavam o machismo "não quero e não vou reinar na cozinha", ou, que tal a ousadia nos versos de "Agito e Uso" de Ângela Ro Ro: "Meu medo é minha coragem/De viver além da margem e não parar/De dar bandeira a vida inteira/Segurando o meu cabresto sem frear". É "Dona de Mim" que vocês querem, Rouge?? Ora pois. Ah, ainda tem sexo: "Nunca se sabe o gosto que tem/Se não passar a língua por perto". Ui. Tem mais: "Quem se molha comigo não fica mal/Quem seca demais quer temporal". Time de compositores (podem invejar): Gilberto Gil, Chico Buarque, Gonzaguinha,  Roberto Carlos, Erasmo Carlos... Material inédito. De primeira. Com ritmos bem brasileiros. Elas poderiam ficar no campo da diversão e do desbunde apenas, mas, suas letras eram provocativas. Eram conscientes. Se nunca ouviram as Frenéticas, não sabem o que estão perdendo. Contem pra todos que é bom e que vale a pena. Os novinhos vão pirar em saber que tudo o que as favoritas deles da atualidade fazem... As Frenéticas já fizeram ANTES (risos). Edyr, descanse em paz e obrigado pela obra que nos deixou ❤️
  • Hoje mais uma integrante das Frenéticas nos deixa: Edyr de Castro. Ela tinha 72 anos e sofria de Alzheimer. Teve falência múltipla dos órgãos. Dizem que o Brasil é um país sem memória e que possui a incrível capacidade de pagar mais pau pelo trabalho feito pelos estrangeiros do que admirar a obra dos seus. Como meu trabalho aqui é de trazer referência para a nova geração, farei as devidas considerações ao trabalho dela junto às Frenéticas e pontuar os motivos pelos quais a nova geração precisar conhecer a obra delas. Então vamos lá: Antes das Spice Girls, antes do Rouge, das SNZ, Paquitas e Patotinha existia um grupo formado por 6 mulheres: Sandra Pêra, Dulcilene, Lidoka (1950-2016), Leiloca, Edyr e Regina. Cantaram músicas que falavam no que hoje se chama de "empoderamento feminino". Basta observar atentamente as letras de Perigosa (Rita Lee/Roberto de Carvalho/Nelson Motta) "eu sei que eu sou bonita e gostosa", que contestavam o machismo "não quero e não vou reinar na cozinha", ou, que tal a ousadia nos versos de "Agito e Uso" de Ângela Ro Ro: "Meu medo é minha coragem/De viver além da margem e não parar/De dar bandeira a vida inteira/Segurando o meu cabresto sem frear". É "Dona de Mim" que vocês querem, Rouge?? Ora pois. Ah, ainda tem sexo: "Nunca se sabe o gosto que tem/Se não passar a língua por perto". Ui. Tem mais: "Quem se molha comigo não fica mal/Quem seca demais quer temporal". Time de compositores (podem invejar): Gilberto Gil, Chico Buarque, Gonzaguinha, Roberto Carlos, Erasmo Carlos... Material inédito. De primeira. Com ritmos bem brasileiros. Elas poderiam ficar no campo da diversão e do desbunde apenas, mas, suas letras eram provocativas. Eram conscientes. Se nunca ouviram as Frenéticas, não sabem o que estão perdendo. Contem pra todos que é bom e que vale a pena. Os novinhos vão pirar em saber que tudo o que as favoritas deles da atualidade fazem... As Frenéticas já fizeram ANTES (risos). Edyr, descanse em paz e obrigado pela obra que nos deixou ❤️
  • 254 24 15 January, 2019
  • 4 anos sem Lincoln Olivetti. Sabe aquela máxima, pessoal só dá moral depois que perde? Durante todo o tempo que usei as redes sociais para falar sobre o seu trabalho, muitos rebateram as minhas considerações com o senso comum de que ele tinha padronizado/pausterizado a música popular brasileira. Mas tudo o que aprendi a ouvir em casa, cada LP que contou com a sua colaboração como músico e arranjador deixou em mim uma noção de qualidade, sabe? Da música infantil ao samba, do funk ao axé tudo feito com exímia qualidade. Fiz amigos, criei desafetos, conquistei notoriedade de tanto que falei no Lincoln Olivetti. Hoje é "in", hoje é descolado, hoje é status botar no set da balada suas produções, em especial as feitas nas décadas de 70/80. Eu espero que estas mesmas pessoas que têm posto a mão nesse acervo sejam gratos e honestos com o legado que Lincoln nos deixou. Os créditos são dele e também do seu parceiro, Robson Jorge. Que sua música continue entre nós. Você ainda me inspira, Lincoln. Obrigado por todas as canções que tornam até hoje os meus dias mais felizes. Enquanto eu estiver aqui, vou continuar fazendo com que todos lembrem do quanto você é especial ❤️ Foto: Luiz Lima
  • 4 anos sem Lincoln Olivetti. Sabe aquela máxima, pessoal só dá moral depois que perde? Durante todo o tempo que usei as redes sociais para falar sobre o seu trabalho, muitos rebateram as minhas considerações com o senso comum de que ele tinha padronizado/pausterizado a música popular brasileira. Mas tudo o que aprendi a ouvir em casa, cada LP que contou com a sua colaboração como músico e arranjador deixou em mim uma noção de qualidade, sabe? Da música infantil ao samba, do funk ao axé tudo feito com exímia qualidade. Fiz amigos, criei desafetos, conquistei notoriedade de tanto que falei no Lincoln Olivetti. Hoje é "in", hoje é descolado, hoje é status botar no set da balada suas produções, em especial as feitas nas décadas de 70/80. Eu espero que estas mesmas pessoas que têm posto a mão nesse acervo sejam gratos e honestos com o legado que Lincoln nos deixou. Os créditos são dele e também do seu parceiro, Robson Jorge. Que sua música continue entre nós. Você ainda me inspira, Lincoln. Obrigado por todas as canções que tornam até hoje os meus dias mais felizes. Enquanto eu estiver aqui, vou continuar fazendo com que todos lembrem do quanto você é especial ❤️ Foto: Luiz Lima
  • 207 21 13 January, 2019
  • Aleluia, Mr. Boogie! Quatro anos hoje sem o mago Lincoln Olivetti. Ele, que juntamente ao igualmente genial Robson Jorge, lançou em 1982 essa verdadeira obra-prima do groove brasileiro.

Prensagem original Som Livre em ótimas condições e com encarte. R$ 240 à vista ou R$ 270 em até 3X sem juros no cartão.

Frete por conta do comprador ou retirada em nossa loja física.

Disponível em www.midiatorium.com.br. Ou se preferir chame a gente inbox ou pelo WhatsApp 1128229755 ✌🏻 #tragoovinilamado #vinil #vinyl #prefiramídiafísica #record #recordstore #sebo #midiatorium #LINCOLNOLIVETTI
#robsonjorge
  • Aleluia, Mr. Boogie! Quatro anos hoje sem o mago Lincoln Olivetti. Ele, que juntamente ao igualmente genial Robson Jorge, lançou em 1982 essa verdadeira obra-prima do groove brasileiro.

    Prensagem original Som Livre em ótimas condições e com encarte. R$ 240 à vista ou R$ 270 em até 3X sem juros no cartão.

    Frete por conta do comprador ou retirada em nossa loja física.

    Disponível em www.midiatorium.com.br. Ou se preferir chame a gente inbox ou pelo WhatsApp 1128229755 ✌🏻 #tragoovinilamado #vinil #vinyl #prefiramídiafísica #record #recordstore #sebo #midiatorium #LINCOLNOLIVETTI
    #robsonjorge
  • 131 0 13 January, 2019
  • Logo mais 40 anos do lançamento dessa belezinha! 😍 -#RitaLee
  • Logo mais 40 anos do lançamento dessa belezinha! 😍 - #RitaLee
  • 299 25 13 January, 2019
  • Sao Paulo is one of biggest cities in the world and also one of the best record  store shopping capitals, and in only a few hours in town i confirmed both.

Using some usefull information from @thevinylfactory : https://thevinylfactory.com/features/the-definitive-guide-to-sao-paulos-best-record-shops/ , i headed from Itaim Bibi to #saopaulo downtown, especificlly to “Galeria Nova Baraõ” , a seventies gallery where in only 2 hours i spent my budget.

Lots of small stores, some of them specialized but mainly focused on MPB, Samba Jazz, Brazilian Soul, bossa and rares grooves. 
My favorite were: @bigpaparecords2 , what a cool guy ! (Cuban , raised in miami but living in Brasil) , he offer me a record i was looking for a long time - @edmotta “AOR” , and some brazylian jazz , only with that Plus his kidness i was done! 
@locomotivadiscos , here i found a lot of re-issues of some iconic records from @azymuthoficial @marcosvallejoo and @bandablackriooficial 
My catchs for the quick digging included also stuff from #toquinho @chickcorea #milesdavis #djavan #cesarcamargomariano #robsonjorge #lincolnolivetti and a guilty pleasure...#Roberto carlos! 
honestly i hope to visit this amazing city with more time, but i am happy to have many records from the Brazylian musical culture that i love 🇧🇷 ❤️
  • Sao Paulo is one of biggest cities in the world and also one of the best record store shopping capitals, and in only a few hours in town i confirmed both.

    Using some usefull information from @thevinylfactory : https://thevinylfactory.com/features/the-definitive-guide-to-sao-paulos-best-record-shops/ , i headed from Itaim Bibi to #saopaulo downtown, especificlly to “Galeria Nova Baraõ” , a seventies gallery where in only 2 hours i spent my budget.

    Lots of small stores, some of them specialized but mainly focused on MPB, Samba Jazz, Brazilian Soul, bossa and rares grooves.
    My favorite were: @bigpaparecords2 , what a cool guy ! (Cuban , raised in miami but living in Brasil) , he offer me a record i was looking for a long time - @edmotta “AOR” , and some brazylian jazz , only with that Plus his kidness i was done!
    @locomotivadiscos , here i found a lot of re-issues of some iconic records from @azymuthoficial @marcosvallejoo and @bandablackriooficial
    My catchs for the quick digging included also stuff from #toquinho @chickcorea #milesdavis #djavan #cesarcamargomariano #robsonjorge #lincolnolivetti and a guilty pleasure... #Roberto carlos!
    honestly i hope to visit this amazing city with more time, but i am happy to have many records from the Brazylian musical culture that i love 🇧🇷 ❤️
  • 85 6 8 January, 2019
  • O aniversário de Rita Lee foi ontem. Com as festividades da chegada do ano novo, só uma música me veio à cabeça e acreditem: Vai fazer 40 anos de composta em 2019 e permanece atualíssima. Prestem atenção: 
Corre-Corre

O ano passado passou tão apressado
Eu sei que foi um corre-corre-corre danado
O ano inteiro eu passei sem dinheiro
Eu sei que foi um tal de segurar essa peteca no ar
Como se fosse empinar papagaio

Nem sempre tem vento
Mas sempre tem jeito pra dar
Quando se trata de vida ou de morte
E se não me engano
No próximo ano
Vai vir aquela dose de cicuta que eu vou ter que engolir
Como se fosse um suco de fruta
Como se fosse eu a grande maluca

Corre-corre-corre uh uh
Corre-corre-corre uh uh

Feliz ano novo???
  • O aniversário de Rita Lee foi ontem. Com as festividades da chegada do ano novo, só uma música me veio à cabeça e acreditem: Vai fazer 40 anos de composta em 2019 e permanece atualíssima. Prestem atenção:
    Corre-Corre

    O ano passado passou tão apressado
    Eu sei que foi um corre-corre-corre danado
    O ano inteiro eu passei sem dinheiro
    Eu sei que foi um tal de segurar essa peteca no ar
    Como se fosse empinar papagaio

    Nem sempre tem vento
    Mas sempre tem jeito pra dar
    Quando se trata de vida ou de morte
    E se não me engano
    No próximo ano
    Vai vir aquela dose de cicuta que eu vou ter que engolir
    Como se fosse um suco de fruta
    Como se fosse eu a grande maluca

    Corre-corre-corre uh uh
    Corre-corre-corre uh uh

    Feliz ano novo???
  • 481 38 1 January, 2019
  • Robson Jorge
Discos CBS
1977
Direção artística: Jairo Pires
Direção de produção: Carlos Lemos e Robson Jorge
Arranjos: Lincoln Olivetti e Robson Jorge
Gravado nos estúdios Haway, Rio de Janeiro em 16 canais.
Foto: Flávio d' Alincourt
  • Robson Jorge
    Discos CBS
    1977
    Direção artística: Jairo Pires
    Direção de produção: Carlos Lemos e Robson Jorge
    Arranjos: Lincoln Olivetti e Robson Jorge
    Gravado nos estúdios Haway, Rio de Janeiro em 16 canais.
    Foto: Flávio d' Alincourt
  • 93 4 20 December, 2018
  • Há exatos 26 anos atrás, falecia o guitarrista, tecladista, compositor, produtor, arranjador e cantor Robson Jorge, também conhecido pelos amigos como Urubu, aos 38 anos. No fim dos anos 70, gravou um disco cantando e tocando guitarra, mas se consolidou com a dupla que formou ao lado de Lincoln Olivetti, responsável pelos grandes arranjos de sucesso que fizeram para Rita Lee, Jorge Ben, Gilberto Gil, Roberto Carlos, Tim Maia (com quem havia tocado em 1971 na banda), Fafá de Belém, Marina Lima, Elis Regina (postumamente), Lulu Santos, Gal Costa dentre outros, com toques modernos - o que incomodou a crítica no percorrer dos anos. Durante os anos 80, Robson Jorge & Lincoln Olivetti sofreram com as várias coisas ditas pelos jornalistas sobre o que faziam (e isso fez com que Robson tivesse muito dependente alcoólico), mas só vieram a ser valorizados quando o disco de 1982 se tornou ícone de colecionador para os fãs de vinil e os estrangeiros que redescobriam nossa música. A faixa "Aleluia", do único álbum da dupla (1982) aparece sampleada na introdução de "Dor de Verdade" do Marcelo D2, presente no álbum de 2006 "Meu samba é assim", e muito do que eles fizeram segue a ser reverenciado pela geração de hoje.

Para ler sobre o álbum "Robson Jorge & Lincoln Olivetti", confira neste link: http://bit.ly/2AYdnIo

#instamusic #instampb #brazilianmusic #mpb #brazilianpop #brazilian80s #insta80s #80s #pop #robsonjorge #robsonjorgeelincolnolivetti
  • Há exatos 26 anos atrás, falecia o guitarrista, tecladista, compositor, produtor, arranjador e cantor Robson Jorge, também conhecido pelos amigos como Urubu, aos 38 anos. No fim dos anos 70, gravou um disco cantando e tocando guitarra, mas se consolidou com a dupla que formou ao lado de Lincoln Olivetti, responsável pelos grandes arranjos de sucesso que fizeram para Rita Lee, Jorge Ben, Gilberto Gil, Roberto Carlos, Tim Maia (com quem havia tocado em 1971 na banda), Fafá de Belém, Marina Lima, Elis Regina (postumamente), Lulu Santos, Gal Costa dentre outros, com toques modernos - o que incomodou a crítica no percorrer dos anos. Durante os anos 80, Robson Jorge & Lincoln Olivetti sofreram com as várias coisas ditas pelos jornalistas sobre o que faziam (e isso fez com que Robson tivesse muito dependente alcoólico), mas só vieram a ser valorizados quando o disco de 1982 se tornou ícone de colecionador para os fãs de vinil e os estrangeiros que redescobriam nossa música. A faixa "Aleluia", do único álbum da dupla (1982) aparece sampleada na introdução de "Dor de Verdade" do Marcelo D2, presente no álbum de 2006 "Meu samba é assim", e muito do que eles fizeram segue a ser reverenciado pela geração de hoje.

    Para ler sobre o álbum "Robson Jorge & Lincoln Olivetti", confira neste link: http://bit.ly/2AYdnIo

    #instamusic #instampb #brazilianmusic #mpb #brazilianpop #brazilian80s #insta80s #80s #pop #robsonjorge #robsonjorgeelincolnolivetti
  • 40 0 20 December, 2018
  • #Repost @favoriterec
• • •
LUCAS ARRUDA
- ONDA NOVA -
Third album 
Since the release of his 2 first albums on Favorite Recordings, Lucas Arruda has quickly established himself as one of the most talented young artist and composer from Brazil. 
In spring 2015, it was also not surprising to find Lucas Arruda back with a new LP called Solar, receiving great supports and feedbacks from international media and tastemakers. One of the highlight of the album was the song “Melt the Night”, on which Lucas teamed up with legendary producer Leon Ware, reminding his collaborations in the 80s with Marcos Valle, when they perfectly merged together the sophisticated Boogie and AOR touch from California, with the blazing sense of rhythm from Brazil.

Today Favorite Recordings proudly present Onda Nova, new and third album by Lucas Arruda. Mostly written, composed and arranged by himself, Lucas however teams up on a few tracks with his old mate Fabricio Di Monaco(Modo Solar), his brother and musical partner Thiago Arruda, who recently joined Ed Motta’s live band, or Gaël Benyamin, also known as Geyster, who brings his longtime “savoir-faire” and skills for writing and composing AOR and WestCoast music genre, and who share this deep passion with Lucas.

Onda Nova is therefore pursuing the music direction set with Solar, mixing touch of Blue-Eyed-Soul, Pop, Soul and Brazilian styles together, and influenced by the path of legendary Brazilian producer Lincoln Olivetti, who recorded some of the biggest stars of Brazilian music (Marcos Valle, Jorge Ben, Tim Maia…). In Lucas words: “In this record I really wanted to honor Robson Jorge & Lincoln Olivetti. They are the main influence on this record. We recorded the basic tracks for the album in the same studio that Lincoln Olivetti did his last works. So, this was very important to capture the true essence of Brazilian Funk/AOR tradition. Hope you guys enjoy it!” Available February 11th 2019, as Gatefold vinyl 2LP, CD & Digital.

#lucasarruda #thiagoarruda #fabriciodimonaco #gaëlbenyamin #lincolnolivetti #brazilianboogie #aor #robsonjorge #edmotta #modernsoul #blueeyedsoul #favoriterecordings #thepusherdistribution #check #favoriterec
  • #Repost @favoriterec
    • • •
    LUCAS ARRUDA
    - ONDA NOVA -
    Third album
    Since the release of his 2 first albums on Favorite Recordings, Lucas Arruda has quickly established himself as one of the most talented young artist and composer from Brazil.
    In spring 2015, it was also not surprising to find Lucas Arruda back with a new LP called Solar, receiving great supports and feedbacks from international media and tastemakers. One of the highlight of the album was the song “Melt the Night”, on which Lucas teamed up with legendary producer Leon Ware, reminding his collaborations in the 80s with Marcos Valle, when they perfectly merged together the sophisticated Boogie and AOR touch from California, with the blazing sense of rhythm from Brazil.

    Today Favorite Recordings proudly present Onda Nova, new and third album by Lucas Arruda. Mostly written, composed and arranged by himself, Lucas however teams up on a few tracks with his old mate Fabricio Di Monaco(Modo Solar), his brother and musical partner Thiago Arruda, who recently joined Ed Motta’s live band, or Gaël Benyamin, also known as Geyster, who brings his longtime “savoir-faire” and skills for writing and composing AOR and WestCoast music genre, and who share this deep passion with Lucas.

    Onda Nova is therefore pursuing the music direction set with Solar, mixing touch of Blue-Eyed-Soul, Pop, Soul and Brazilian styles together, and influenced by the path of legendary Brazilian producer Lincoln Olivetti, who recorded some of the biggest stars of Brazilian music (Marcos Valle, Jorge Ben, Tim Maia…). In Lucas words: “In this record I really wanted to honor Robson Jorge & Lincoln Olivetti. They are the main influence on this record. We recorded the basic tracks for the album in the same studio that Lincoln Olivetti did his last works. So, this was very important to capture the true essence of Brazilian Funk/AOR tradition. Hope you guys enjoy it!” Available February 11th 2019, as Gatefold vinyl 2LP, CD & Digital.

    #lucasarruda #thiagoarruda #fabriciodimonaco #gaëlbenyamin #lincolnolivetti #brazilianboogie #aor #robsonjorge #edmotta #modernsoul #blueeyedsoul #favoriterecordings #thepusherdistribution #check #favoriterec
  • 39 0 11 December, 2018
  • LUCAS ARRUDA
- ONDA NOVA -
Third album 
Since the release of his 2 first albums on Favorite Recordings, Lucas Arruda has quickly established himself as one of the most talented young artist and composer from Brazil. 
In spring 2015, it was also not surprising to find Lucas Arruda back with a new LP called Solar, receiving great supports and feedbacks from international media and tastemakers. One of the highlight of the album was the song “Melt the Night”, on which Lucas teamed up with legendary producer Leon Ware, reminding his collaborations in the 80s with Marcos Valle, when they perfectly merged together the sophisticated Boogie and AOR touch from California, with the blazing sense of rhythm from Brazil.

Today Favorite Recordings proudly present Onda Nova, new and third album by Lucas Arruda. Mostly written, composed and arranged by himself, Lucas however teams up on a few tracks with his old mate Fabricio Di Monaco(Modo Solar), his brother and musical partner Thiago Arruda, who recently joined Ed Motta’s live band, or Gaël Benyamin, also known as Geyster, who brings his longtime “savoir-faire” and skills for writing and composing AOR and WestCoast music genre, and who share this deep passion with Lucas.

Onda Nova is therefore pursuing the music direction set with Solar, mixing touch of Blue-Eyed-Soul, Pop, Soul and Brazilian styles together, and influenced by the path of legendary Brazilian producer Lincoln Olivetti, who recorded some of the biggest stars of Brazilian music (Marcos Valle, Jorge Ben, Tim Maia…). In Lucas words: “In this record I really wanted to honor Robson Jorge & Lincoln Olivetti. They are the main influence on this record. We recorded the basic tracks for the album in the same studio that Lincoln Olivetti did his last works. So, this was very important to capture the true essence of Brazilian Funk/AOR tradition. Hope you guys enjoy it!” Available February 11th 2019, as Gatefold vinyl 2LP, CD & Digital.

#lucasarruda #thiagoarruda #fabriciodimonaco #gaëlbenyamin #lincolnolivetti #brazilianboogie #aor #robsonjorge #edmotta #modernsoul #blueeyedsoul #favoriterecordings #thepusherdistribution #check
  • LUCAS ARRUDA
    - ONDA NOVA -
    Third album
    Since the release of his 2 first albums on Favorite Recordings, Lucas Arruda has quickly established himself as one of the most talented young artist and composer from Brazil.
    In spring 2015, it was also not surprising to find Lucas Arruda back with a new LP called Solar, receiving great supports and feedbacks from international media and tastemakers. One of the highlight of the album was the song “Melt the Night”, on which Lucas teamed up with legendary producer Leon Ware, reminding his collaborations in the 80s with Marcos Valle, when they perfectly merged together the sophisticated Boogie and AOR touch from California, with the blazing sense of rhythm from Brazil.

    Today Favorite Recordings proudly present Onda Nova, new and third album by Lucas Arruda. Mostly written, composed and arranged by himself, Lucas however teams up on a few tracks with his old mate Fabricio Di Monaco(Modo Solar), his brother and musical partner Thiago Arruda, who recently joined Ed Motta’s live band, or Gaël Benyamin, also known as Geyster, who brings his longtime “savoir-faire” and skills for writing and composing AOR and WestCoast music genre, and who share this deep passion with Lucas.

    Onda Nova is therefore pursuing the music direction set with Solar, mixing touch of Blue-Eyed-Soul, Pop, Soul and Brazilian styles together, and influenced by the path of legendary Brazilian producer Lincoln Olivetti, who recorded some of the biggest stars of Brazilian music (Marcos Valle, Jorge Ben, Tim Maia…). In Lucas words: “In this record I really wanted to honor Robson Jorge & Lincoln Olivetti. They are the main influence on this record. We recorded the basic tracks for the album in the same studio that Lincoln Olivetti did his last works. So, this was very important to capture the true essence of Brazilian Funk/AOR tradition. Hope you guys enjoy it!” Available February 11th 2019, as Gatefold vinyl 2LP, CD & Digital.

    #lucasarruda #thiagoarruda #fabriciodimonaco #gaëlbenyamin #lincolnolivetti #brazilianboogie #aor #robsonjorge #edmotta #modernsoul #blueeyedsoul #favoriterecordings #thepusherdistribution #check
  • 98 6 11 December, 2018
  • 1982. Lincoln Olivetti & Robson Jorge -  Eva  #vinyl
  • 1982. Lincoln Olivetti & Robson Jorge - Eva #vinyl
  • 21 1 4 December, 2018