#discosdevinil Instagram Photos & Videos

discosdevinil - 59.9k posts

Top Posts

  • Discharger - Desecrated Ground 2012 Street Punk from Holland, Really good Band, I’m looking also for the album Until We Die ( probably the best Album of them and the Cover It’s also great - If Someone Knows Where I Can Find The Vinyl please tell me) ! #discharger #desecratedground #randalerecords #timsteinfort
  • Discharger - Desecrated Ground 2012 Street Punk from Holland, Really good Band, I’m looking also for the album Until We Die ( probably the best Album of them and the Cover It’s also great - If Someone Knows Where I Can Find The Vinyl please tell me) ! #discharger #desecratedground #randalerecords #timsteinfort
  • 492 13 11 February, 2020

Latest Instagram Posts

  • Where Is My Man est un single de Eartha Kitt sorti en 1983, annonçant la sortie de l’album I Love Men en 1984.
Ce 45 tours cartonne en France où il se classe numéro 2 des centre. Il faut dire qu’il est produit par Jacques Morali à l’origine du succès de Village People et de The Ritchie Family.
L’artiste se permet ainsi de retrouver le succès au Royaume-Uni en entrant dans les 50 meilleurs ventés de disques. Il faut que la chanteuse n’avait plus rien enregistré depuis 1970.
Dans cette chanson, Eartha Kitt joue avec son image de croqueuse d’hommes qui rêve d’être emmenée dans un yacht à Saint-Tropea ou chez Tiffany’s. Le morceau est surtout reconnaissable par le grognement que l’actrice émettait à l’époque où il incarnait Catwoman pour la télévision.
❤️
. .
#vinyl #vinylporn #vinylshared #vinylcollection #vinyloftheday #recordoftheday #45t #45tours #45rpm #vinyladdiction #disque #discosdevinil #earthakitt #1984 #1984music #80s #80smusic #discomusic #disco #jacquesmorali
  • Where Is My Man est un single de Eartha Kitt sorti en 1983, annonçant la sortie de l’album I Love Men en 1984.
    Ce 45 tours cartonne en France où il se classe numéro 2 des centre. Il faut dire qu’il est produit par Jacques Morali à l’origine du succès de Village People et de The Ritchie Family.
    L’artiste se permet ainsi de retrouver le succès au Royaume-Uni en entrant dans les 50 meilleurs ventés de disques. Il faut que la chanteuse n’avait plus rien enregistré depuis 1970.
    Dans cette chanson, Eartha Kitt joue avec son image de croqueuse d’hommes qui rêve d’être emmenée dans un yacht à Saint-Tropea ou chez Tiffany’s. Le morceau est surtout reconnaissable par le grognement que l’actrice émettait à l’époque où il incarnait Catwoman pour la télévision.
    ❤️
    . .
    #vinyl #vinylporn #vinylshared #vinylcollection #vinyloftheday #recordoftheday #45t #45tours #45rpm #vinyladdiction #disque #discosdevinil #earthakitt #1984 #1984music #80s #80smusic #discomusic #disco #jacquesmorali
  • 50 0 5 hours ago
  • Disco de vinil de Jair Rodrigues, lançado em 1985 pela Nova Copacabana. Na capa, instrução para proibição da execução pública da música "A Feijoada". Disco à venda na lojinha Cultura Material: https://www.enjoei.com.br/p/disco-de-vinil-lp-jair-rodrigues-1985-40125247. Link na bio!

Lado A: Não bota no meu; Sonho nordestino; O carioca; Eta fuzuê; Na boca da avenida; Todo brasileiro (Dona Maria; Maria pé de boi; Prepare o limão; Pagode japonês; A feijoada; Menina baiana). Lado B: Majestade o sabia; Papo informal; Coração de malandro; Sonho e vida; Pega prá capar; Eu sou de você.

#jairrodrigues

#musicabrasileira

#musicanacional

#discosdevinil

#vendadediscos

#lojadediscos  #vinyl
  • Disco de vinil de Jair Rodrigues, lançado em 1985 pela Nova Copacabana. Na capa, instrução para proibição da execução pública da música "A Feijoada". Disco à venda na lojinha Cultura Material: https://www.enjoei.com.br/p/disco-de-vinil-lp-jair-rodrigues-1985-40125247. Link na bio!

    Lado A: Não bota no meu; Sonho nordestino; O carioca; Eta fuzuê; Na boca da avenida; Todo brasileiro (Dona Maria; Maria pé de boi; Prepare o limão; Pagode japonês; A feijoada; Menina baiana). Lado B: Majestade o sabia; Papo informal; Coração de malandro; Sonho e vida; Pega prá capar; Eu sou de você.

    #jairrodrigues

    #musicabrasileira

    #musicanacional

    #discosdevinil

    #vendadediscos

    #lojadediscos #vinyl
  • 9 0 16 hours ago
  • Gosta de Disco de Vinil? No centro de SP tem de tudo apesar da folia no carnaval você pode dar uma fugidinha na Galeria Nova Barão com entrada pela Rua Barão de Itapetininga com a Sete de Abril. Tem discos a partir de R$10,00. 😮
#vivasp365 #vinil #discosdevinil
  • Gosta de Disco de Vinil? No centro de SP tem de tudo apesar da folia no carnaval você pode dar uma fugidinha na Galeria Nova Barão com entrada pela Rua Barão de Itapetininga com a Sete de Abril. Tem discos a partir de R$10,00. 😮
    #vivasp365 #vinil #discosdevinil
  • 8 0 19 hours ago
  • ✨🔥TAMBA TRIO🔥✨
  • ✨🔥TAMBA TRIO🔥✨
  • 148 50 20 hours ago
  • Ocean Rain (1984)
Echo and the Bunnymen
Korova (España)
Discos Babel — Madrid
  • Ocean Rain (1984)
    Echo and the Bunnymen
    Korova (España)
    Discos Babel — Madrid
  • 34 1 22 hours ago
  • Refavela (Philips, 1977) é o segundo disco da chamada Trilogia Re, de Gilberto Gil, que inclui também Refazenda (1975) e Realce (1979). Sua concepção se vincula à experiência do autor em sua participação, meses antes, no Festival de Arte e Cultura Negra, em Lagos, Nigéria. Na ocasião, artistas do mundo inteiro estiveram reunidos em uma espécie de mini-cidade efêmera, construída com material barato especialmente para o festival. Isso, segundo Gil, remeteu-lhe à imagem dos conjuntos habitacionais populares que, no Brasil (e, em especial, na Bahia), tinham sido construídos para realocar habitantes das favelas, mas acabaram transferindo as próprias favelas, ao conservar a cultura daquelas comunidades.

Essa ideia de permanência e teimosia, de um eterno retorno às raízes, influenciou diretamente toda a temática do disco, que expressa um resgate da musicalidade africana. E o álbum é realmente uma riquíssima exploração de diversas manifestações musicais de origem negra. Do afrobeat influenciado por Fela Kuti ao soul e o funk americano que invadiam o cenário brasileiro na época com nomes como Gerson King Combo, passando pelo juju nigeriano e o reggae da Jamaica, Refavela percorre brilhantemente as vielas e ladeiras da música afro e deságua triunfante nas avenidas carnavalescas junto aos Filhos de Gandi.

Os arranjos são carregados de timbres percussivos, em alguns casos pouco usuais, como o balafon, instrumento africano que dá nome e alma a uma das faixas. Essas sonoridades são combinadas a bem desenhadas linhas de metais e coros que remetem aos cantos tribais africanos. Canções como Ilê Ayê, Babá Alapalá, Era Nova e a faixa título do álbum são exemplos da inventividade que atravessa cada sulco do LP. Com a sofisticação instrumental e vocal que sempre marcaram sua figura como a de um dos artistas mais completos da música brasileira, Gil esbanja criatividade em um trabalho que elabora e reorganiza um amálgama de influências ancestrais sob uma estética urbana e contemporânea. Uma verdadeira jóia que merece um lugar de destaque em qualquer coleção.

Texto: @fbrfortes

OUÇA O ÁLBUM COMPLETO PELO LINK NA BIO

#gilbertogil #refavela #discos #discosdevinil #carnaval #123discos
  • Refavela (Philips, 1977) é o segundo disco da chamada Trilogia Re, de Gilberto Gil, que inclui também Refazenda (1975) e Realce (1979). Sua concepção se vincula à experiência do autor em sua participação, meses antes, no Festival de Arte e Cultura Negra, em Lagos, Nigéria. Na ocasião, artistas do mundo inteiro estiveram reunidos em uma espécie de mini-cidade efêmera, construída com material barato especialmente para o festival. Isso, segundo Gil, remeteu-lhe à imagem dos conjuntos habitacionais populares que, no Brasil (e, em especial, na Bahia), tinham sido construídos para realocar habitantes das favelas, mas acabaram transferindo as próprias favelas, ao conservar a cultura daquelas comunidades.

    Essa ideia de permanência e teimosia, de um eterno retorno às raízes, influenciou diretamente toda a temática do disco, que expressa um resgate da musicalidade africana. E o álbum é realmente uma riquíssima exploração de diversas manifestações musicais de origem negra. Do afrobeat influenciado por Fela Kuti ao soul e o funk americano que invadiam o cenário brasileiro na época com nomes como Gerson King Combo, passando pelo juju nigeriano e o reggae da Jamaica, Refavela percorre brilhantemente as vielas e ladeiras da música afro e deságua triunfante nas avenidas carnavalescas junto aos Filhos de Gandi.

    Os arranjos são carregados de timbres percussivos, em alguns casos pouco usuais, como o balafon, instrumento africano que dá nome e alma a uma das faixas. Essas sonoridades são combinadas a bem desenhadas linhas de metais e coros que remetem aos cantos tribais africanos. Canções como Ilê Ayê, Babá Alapalá, Era Nova e a faixa título do álbum são exemplos da inventividade que atravessa cada sulco do LP. Com a sofisticação instrumental e vocal que sempre marcaram sua figura como a de um dos artistas mais completos da música brasileira, Gil esbanja criatividade em um trabalho que elabora e reorganiza um amálgama de influências ancestrais sob uma estética urbana e contemporânea. Uma verdadeira jóia que merece um lugar de destaque em qualquer coleção.

    Texto: @fbrfortes

    OUÇA O ÁLBUM COMPLETO PELO LINK NA BIO

    #gilbertogil #refavela #discos #discosdevinil #carnaval #123discos
  • 4 0 23 hours ago
  • Além de músico e Dj, sou um pesquisador e garimpeiro de discos de vinil, estou sempre a procura de achados musicais empoeirados em caixas esquecidas ou abandonadas.
Muitas vezes lidamos com essa situação, porém sempre procuro tratar com respeito todos os discos, principalmente os que me são doados, pois o valor não está no disco em si e sim na sua história e a de quem se desfez deles.
Inclusive se você tiver discos parados em casa e quer se desapegar e colocá-los pra rodar, me chama que cuidarei deles com o maior carinho.
Até a próxima pessoal... #garimpodevinil #discosdevinil #pedradassonoras #ubatuba #vitrolanapraia
  • Além de músico e Dj, sou um pesquisador e garimpeiro de discos de vinil, estou sempre a procura de achados musicais empoeirados em caixas esquecidas ou abandonadas.
    Muitas vezes lidamos com essa situação, porém sempre procuro tratar com respeito todos os discos, principalmente os que me são doados, pois o valor não está no disco em si e sim na sua história e a de quem se desfez deles.
    Inclusive se você tiver discos parados em casa e quer se desapegar e colocá-los pra rodar, me chama que cuidarei deles com o maior carinho.
    Até a próxima pessoal... #garimpodevinil #discosdevinil #pedradassonoras #ubatuba #vitrolanapraia
  • 39 2 21 February, 2020