#instacinema Instagram Photos & Videos

instacinema - 259.2k posts

Top Posts

  • A behind the scenes shot from Andrei Tarkovsky’s most overlooked film, “Nostalghia” (1983)
  • A behind the scenes shot from Andrei Tarkovsky’s most overlooked film, “Nostalghia” (1983)
  • 1,349 12 6 hours ago
  • @must_act 🎬🎭
Christian Bale from Hostiles(2017).
“I tend to think you're fearless when you recognize why you should be scared of things, but do them anyway.”
-Christian Bale-
-
TAG someone that’s fearlessly pursuing their dreams 🙌
  • @must_act 🎬🎭
    Christian Bale from Hostiles(2017).
    “I tend to think you're fearless when you recognize why you should be scared of things, but do them anyway.”
    -Christian Bale-
    -
    TAG someone that’s fearlessly pursuing their dreams 🙌
  • 11,035 62 9 January, 2020
  • #her⁣
⁣
⁣
⁣
⁣
🎬Follow @film.in.motion for more infinite film scenes.
  • #her




    🎬Follow @film.in.motion for more infinite film scenes.
  • 5,911 27 15 January, 2020

Latest Instagram Posts

  • ⭐⭐⭐⭐⭐ Com seis indicações ao Oscar 2020, História de um Casamento chega forte na disputa já que está concorrendo nas 3 principais categorias: Melhor filme, Melhor Atriz (Scarlett Johansson) e Ator (Adam Driver). O filme explora o tema divórcio numa relação conjugal e aborda questões delicadas entre elas a guarda de filho. O diretor Noah Baumbach nos entrega uma direção que tenta mostrar a força do amor, mesmo que diante de uma separação, mas que é abordado de uma maneira muito natural, com diálogos de uma tamanha realidade e também com momentos cômicos do cotidiano, tornando um roteiro coeso e muito bem fundamentado, aproveitando ao máximo os desempenhos do casal, Charlie e Nicole, Driver e Johansson respectivamente em seus papéis. Todavia, devo citar uma cena após seus 90 minutos de projeção da fita, em que estão envolvidos numa discussão acalorada, e que as palavras ditas por um e pelo outro num momento de fúria e desentendimento, causa arrepio e incredulidade em quem assiste - impressionante - forte cena esta, que justifica exaustivamente o fato de estarem na disputa de Melhor Ator e Atriz na premiação do Oscar (baita atuação de ambos). Assim como Laura Dern (também não fica atrás), interpreta a mãe de Nicole e que também está formidável como sempre, uma atuação digna de elogios! Enfim,  História de um Casamento é mais um dos grandes filmes de 2019, uma obra tocante e magnífica que merece ser vista. Certamente um dos melhores filmes produzidos pela gigante do streaming, a Netflix, e que inclusive está batendo record no Oscar 2020, líder em números de indicações. E você, já viu esse excelente trabalho, gostou? Tem chances de ganhar algum Oscar? Comente 👇🏻😉-
-
✔ Disponível na NETFLIX

#historiadeumcasamento #oscar2020 #melhorfilme #melhorator #melhoratriz #netflix @netflixbrasil #scarlettjohansson #adamdriver #lauradern #noahbaumbach #cinema #instacinema #cultmaiscinema
  • ⭐⭐⭐⭐⭐ Com seis indicações ao Oscar 2020, História de um Casamento chega forte na disputa já que está concorrendo nas 3 principais categorias: Melhor filme, Melhor Atriz (Scarlett Johansson) e Ator (Adam Driver). O filme explora o tema divórcio numa relação conjugal e aborda questões delicadas entre elas a guarda de filho. O diretor Noah Baumbach nos entrega uma direção que tenta mostrar a força do amor, mesmo que diante de uma separação, mas que é abordado de uma maneira muito natural, com diálogos de uma tamanha realidade e também com momentos cômicos do cotidiano, tornando um roteiro coeso e muito bem fundamentado, aproveitando ao máximo os desempenhos do casal, Charlie e Nicole, Driver e Johansson respectivamente em seus papéis. Todavia, devo citar uma cena após seus 90 minutos de projeção da fita, em que estão envolvidos numa discussão acalorada, e que as palavras ditas por um e pelo outro num momento de fúria e desentendimento, causa arrepio e incredulidade em quem assiste - impressionante - forte cena esta, que justifica exaustivamente o fato de estarem na disputa de Melhor Ator e Atriz na premiação do Oscar (baita atuação de ambos). Assim como Laura Dern (também não fica atrás), interpreta a mãe de Nicole e que também está formidável como sempre, uma atuação digna de elogios! Enfim, História de um Casamento é mais um dos grandes filmes de 2019, uma obra tocante e magnífica que merece ser vista. Certamente um dos melhores filmes produzidos pela gigante do streaming, a Netflix, e que inclusive está batendo record no Oscar 2020, líder em números de indicações. E você, já viu esse excelente trabalho, gostou? Tem chances de ganhar algum Oscar? Comente 👇🏻😉-
    -
    ✔ Disponível na NETFLIX

    #historiadeumcasamento #oscar2020 #melhorfilme #melhorator #melhoratriz #netflix @netflixbrasil #scarlettjohansson #adamdriver #lauradern #noahbaumbach #cinema #instacinema #cultmaiscinema
  • 26 0 1 hour ago
  • Último filme a despontar na temporada de prêmios, "1917" chegou com tudo e atualmente é tido como o favorito ao Oscar 2020. Com toda a estrutura do cinemão hollywoodiano a seu dispor, Sam Mendes entrega uma obra que impressiona pela força de sua história, grandeza de produção e virtuosismo técnico. O roteiro, assinado por ele e Krysty Wilson-Cairns, tem uma premissa simples: durante a Primeira Guerra, dois soldados britânicos são convocados a cruzar o território inimigo para levar uma mensagem crucial para a vida de centenas de homens. A segunda estatueta de melhor Diretor, a primeira foi por "Beleza Americana", de Mendes me parece irrevogável, assim como a segunda vitória de melhor Fotografia para o mestre Roger Deakins seria mais do que justa. Filmado praticamente em plano-sequência, com cortes imperceptíveis, a impressão é que não há edição, sendo este o mérito do trabalho de Lee Smith. O balé da câmera, a luz de Deakins e a trilha sonora de Thomas Newman constroem um espetáculo visual imersivo, capaz de deixar a plateia em estado de suspensão. O design de produção é outro primor com seus sets gigantescos. Tamanha complexidade exige ótimos atores, algo que os jovens George MacKay e Dean-Charles Chapman demonstram serem. Diante de concorrentes como "Parasita", "Coringa", "O Irlandês" e "Era Uma Vez em... Hollywood" – que provocaram debates acalorados ao longo do ano com seus temas e exibições –, "1917" chega a ser inofensivo, o que é conveniente para a Academia neste momento. Não há como negar, contudo, que sua possível consagração será também merecida, pois é justamente por longas assim que ainda vale a pena sair de casa para ir ao #cinema. #movies #1917filme #1917movie #1917 #georgemackay #deancharleschapman #sammendes #filme #film #movie #war #epic #awardsseason #goldenglobes #eebaftas #oscars #emcartaz #filmedodia #movieoftheday #goiânia #goiania #instafilmes #instamovies #instacinema
  • Último filme a despontar na temporada de prêmios, "1917" chegou com tudo e atualmente é tido como o favorito ao Oscar 2020. Com toda a estrutura do cinemão hollywoodiano a seu dispor, Sam Mendes entrega uma obra que impressiona pela força de sua história, grandeza de produção e virtuosismo técnico. O roteiro, assinado por ele e Krysty Wilson-Cairns, tem uma premissa simples: durante a Primeira Guerra, dois soldados britânicos são convocados a cruzar o território inimigo para levar uma mensagem crucial para a vida de centenas de homens. A segunda estatueta de melhor Diretor, a primeira foi por "Beleza Americana", de Mendes me parece irrevogável, assim como a segunda vitória de melhor Fotografia para o mestre Roger Deakins seria mais do que justa. Filmado praticamente em plano-sequência, com cortes imperceptíveis, a impressão é que não há edição, sendo este o mérito do trabalho de Lee Smith. O balé da câmera, a luz de Deakins e a trilha sonora de Thomas Newman constroem um espetáculo visual imersivo, capaz de deixar a plateia em estado de suspensão. O design de produção é outro primor com seus sets gigantescos. Tamanha complexidade exige ótimos atores, algo que os jovens George MacKay e Dean-Charles Chapman demonstram serem. Diante de concorrentes como "Parasita", "Coringa", "O Irlandês" e "Era Uma Vez em... Hollywood" – que provocaram debates acalorados ao longo do ano com seus temas e exibições –, "1917" chega a ser inofensivo, o que é conveniente para a Academia neste momento. Não há como negar, contudo, que sua possível consagração será também merecida, pois é justamente por longas assim que ainda vale a pena sair de casa para ir ao #cinema . #movies #1917filme #1917movie #1917 #georgemackay #deancharleschapman #sammendes #filme #film #movie #war #epic #awardsseason #goldenglobes #eebaftas #oscars #emcartaz #filmedodia #movieoftheday #goiânia #goiania #instafilmes #instamovies #instacinema
  • 10 0 1 hour ago
  • Vencedor na categoria de Melhor Filme de Drama no Globo de Ouro, “1917” é mais do que um filme – é uma experiência.

Dirigido por Sam Mendes (de “Beleza Americana” e “007 – Operação Skyfall”), conta a história de dois soldados que, em plena 1ª Guerra Mundial, recebem uma ordem que os leva a atravessar território inimigo, lutando contra o tempo, para levar uma mensagem que pode salvar 1.600 homens.

Por que o filme é uma experiência? Porque ele foi pensado e produzido para imergir o espectador nos cenários de guerra – trincheiras, bombardeios e tiroteios – e acompanhar de perto e em tempo real, a jornada dos heróis do filme. Isto porque, o principal recurso usado pelo diretor para construir a linguagem de “1917” é o plano sequência – como se o filme fosse inteiro filmado numa tomada só – sem cortes (exemplos mais recentes deste recurso são os números musicais de “La La Land” e o filme “Birdman”). É como se quem assiste estivesse ali, o tempo todo, a espreita de toda ação.

Este não é único mérito do filme:
.
• Os papéis principais estão nas mãos de atores pouco conhecidos e que dominam a dramaticidade que o roteiro pede (inclusive, com momentos de alívio cômico, mesmo que em meio ao caos da guerra)
.
• A fotografia inteligente proporciona imagens de cair o queixo.
.
• A mixagem de som – a junção de trilha com efeitos sonoros reforçam a experiência de guerra.

O filme é inspirado em fatos reais – na verdade, num fragmento de história  do avô de Sam Mendes. “Havia uma história que era um fragmento do relato de meu avô, que lutou na Primeira Guerra. Era a história de um mensageiro que tinha um recado para levar. E isso era tudo que podia contar", relembra o diretor.

O filme desponta como um dos favoritos ao Oscar, no qual disputa em 10 categorias, entre elas “Melhor Filme”.
.
#maratonadecinema #1917 #sammendes #goldenglobes #oscar #oscar2020 #oscarawards #filme #georgemackay #benedictcumberbatch #richardmadden #deancharleschapman #instamovies #instafilmes #instacine #instacinema #cinema #lancamentos
  • Vencedor na categoria de Melhor Filme de Drama no Globo de Ouro, “1917” é mais do que um filme – é uma experiência.

    Dirigido por Sam Mendes (de “Beleza Americana” e “007 – Operação Skyfall”), conta a história de dois soldados que, em plena 1ª Guerra Mundial, recebem uma ordem que os leva a atravessar território inimigo, lutando contra o tempo, para levar uma mensagem que pode salvar 1.600 homens.

    Por que o filme é uma experiência? Porque ele foi pensado e produzido para imergir o espectador nos cenários de guerra – trincheiras, bombardeios e tiroteios – e acompanhar de perto e em tempo real, a jornada dos heróis do filme. Isto porque, o principal recurso usado pelo diretor para construir a linguagem de “1917” é o plano sequência – como se o filme fosse inteiro filmado numa tomada só – sem cortes (exemplos mais recentes deste recurso são os números musicais de “La La Land” e o filme “Birdman”). É como se quem assiste estivesse ali, o tempo todo, a espreita de toda ação.

    Este não é único mérito do filme:
    .
    • Os papéis principais estão nas mãos de atores pouco conhecidos e que dominam a dramaticidade que o roteiro pede (inclusive, com momentos de alívio cômico, mesmo que em meio ao caos da guerra)
    .
    • A fotografia inteligente proporciona imagens de cair o queixo.
    .
    • A mixagem de som – a junção de trilha com efeitos sonoros reforçam a experiência de guerra.

    O filme é inspirado em fatos reais – na verdade, num fragmento de história do avô de Sam Mendes. “Havia uma história que era um fragmento do relato de meu avô, que lutou na Primeira Guerra. Era a história de um mensageiro que tinha um recado para levar. E isso era tudo que podia contar", relembra o diretor.

    O filme desponta como um dos favoritos ao Oscar, no qual disputa em 10 categorias, entre elas “Melhor Filme”.
    .
    #maratonadecinema #1917 #sammendes #goldenglobes #oscar #oscar2020 #oscarawards #filme #georgemackay #benedictcumberbatch #richardmadden #deancharleschapman #instamovies #instafilmes #instacine #instacinema #cinema #lancamentos
  • 16 3 2 hours ago
  • Day 19/365: Investigation of a Citizen Above Suspicion (Dir. Elio Petri) - 1970 🇮🇹
—-
⭐️ 70s CRIME DRAMAS ⭐️
—-
The 70s is without a doubt one of my personal favorite eras of cinema. Each film from anywhere around the world is so inventive and unique, especially in the crime/thriller genre. I’ll take any excuse to watch 70s crime films so I figured this week would be a good opportunity to share a few good ones.
---
This is such a fantastic and unique movie. It’s an Italian crime drama, but defies the genre so defiantly that it becomes its own original thing. The film focuses on an Italian Police Inspector who kills a woman and intentionally leaves behind clues and evidence pointing to his guilt. However, holding the power he has, no one seems to be able to convince themselves that he could have done it. I really can’t think of another movie that I could compare this to. It has the crime drama angle yet weaves in comedy with suspense and Italian sleaze. I highly recommend this movie to anyone interested in seeing an unconventional 70s crime drama.
  • Day 19/365: Investigation of a Citizen Above Suspicion (Dir. Elio Petri) - 1970 🇮🇹
    —-
    ⭐️ 70s CRIME DRAMAS ⭐️
    —-
    The 70s is without a doubt one of my personal favorite eras of cinema. Each film from anywhere around the world is so inventive and unique, especially in the crime/thriller genre. I’ll take any excuse to watch 70s crime films so I figured this week would be a good opportunity to share a few good ones.
    ---
    This is such a fantastic and unique movie. It’s an Italian crime drama, but defies the genre so defiantly that it becomes its own original thing. The film focuses on an Italian Police Inspector who kills a woman and intentionally leaves behind clues and evidence pointing to his guilt. However, holding the power he has, no one seems to be able to convince themselves that he could have done it. I really can’t think of another movie that I could compare this to. It has the crime drama angle yet weaves in comedy with suspense and Italian sleaze. I highly recommend this movie to anyone interested in seeing an unconventional 70s crime drama.
  • 4 1 2 hours ago
  • "Jasmín, de verdad te quiero, pero, no puedo seguir fingiendo algo que no soy..."
🎬🎬🎬
Aladdín
-
📝
Volamos en alfombra mágica al año 1992, cuando se estrenó Aladdín. Nunca fue de mis películas favoritas de dibujos, pero sí que me gustaba, sobretodo el personaje de el Genio, que es increíble y muy gracioso 😂👌🏻
Al igual que la mayoría de estas películas tenían alguna enseñanza y esta escena, es de ellas.
Si habéis visto la película, lo entenderéis más.
-
📌Cine/Frases de película
#aladdin #disney #instadisney #cartoon #animation #love
  • "Jasmín, de verdad te quiero, pero, no puedo seguir fingiendo algo que no soy..."
    🎬🎬🎬
    Aladdín
    -
    📝
    Volamos en alfombra mágica al año 1992, cuando se estrenó Aladdín. Nunca fue de mis películas favoritas de dibujos, pero sí que me gustaba, sobretodo el personaje de el Genio, que es increíble y muy gracioso 😂👌🏻
    Al igual que la mayoría de estas películas tenían alguna enseñanza y esta escena, es de ellas.
    Si habéis visto la película, lo entenderéis más.
    -
    📌Cine/Frases de película
    #aladdin #disney #instadisney #cartoon #animation #love
  • 7 1 2 hours ago
  • Day 6 (1985): I am a huge fan of John Hughes films and I love The Breakfast Club it’s a heartfelt look at how we are all so different and yet still so similar. What’s your favorite John Hughes film?
  • Day 6 (1985): I am a huge fan of John Hughes films and I love The Breakfast Club it’s a heartfelt look at how we are all so different and yet still so similar. What’s your favorite John Hughes film?
  • 17 1 3 hours ago
  • #TheLodge è un horror  affascinante e parecchio inquietante. I registi di #GoodnightMommy riescono a tenere sempre alta la tensione con inquadrature, atmosfere e musica snervante. Se pensiamo al cinema horror commerciale, questo film è aria fresca. Sicuramente ci penserete due volte prima di andare in montagna in pieno inverno. Fidatevi. #trashcult #trashcultdotcom
  • #TheLodge è un horror affascinante e parecchio inquietante. I registi di #GoodnightMommy riescono a tenere sempre alta la tensione con inquadrature, atmosfere e musica snervante. Se pensiamo al cinema horror commerciale, questo film è aria fresca. Sicuramente ci penserete due volte prima di andare in montagna in pieno inverno. Fidatevi. #trashcult #trashcultdotcom
  • 10 3 5 hours ago
  • This movie was so sad😢
@bigscreenshows 
Movie: The Blind Side
  • This movie was so sad😢
    @bigscreenshows
    Movie: The Blind Side
  • 12 1 5 hours ago
  • She loved him so much❤️😢
@bigscreenshows 
TV Show: Jane the Virgin
  • She loved him so much❤️😢
    @bigscreenshows
    TV Show: Jane the Virgin
  • 9 1 6 hours ago
  • Dell’epoca craxiana ricordo il mio incubo della ricrescita post permanente, il video di una campagna elettorale in cui #craxi camminava in un parco, d’autunno, e se non erro parlava di Europa, gli outfit della moglie alla Scala di Milano, un tema al Liceo dove parlavo del figlio Bobo. E le monetine che lo colpivano nell’insistenza delle riprese televisive. E la mitologia intorno alla residenza tunisina. Insomma, non sono la persona più ferrata per raccontarla seriamente dal punto di vista politico. Il film però mi è piaciuto moltissimo. Favino eccezionale, magistrale direi e commovente: al di là del trucco al viso che lo rende pressoché identico, Favino è Craxi nei gesti, nelle movenze, nella voce, nella camminata, nei dettagli, come il modo di muovere dita e mani. È semplicemente incredibilmente bravo. Film da vedere. Assolutamente da vedere @betmak Dialoghi eccellenti e così drammaticamente attuali. 
#hammamet #pierfrancescofavino #instacinema #kinemaxgorizia #instafvg
  • Dell’epoca craxiana ricordo il mio incubo della ricrescita post permanente, il video di una campagna elettorale in cui #craxi camminava in un parco, d’autunno, e se non erro parlava di Europa, gli outfit della moglie alla Scala di Milano, un tema al Liceo dove parlavo del figlio Bobo. E le monetine che lo colpivano nell’insistenza delle riprese televisive. E la mitologia intorno alla residenza tunisina. Insomma, non sono la persona più ferrata per raccontarla seriamente dal punto di vista politico. Il film però mi è piaciuto moltissimo. Favino eccezionale, magistrale direi e commovente: al di là del trucco al viso che lo rende pressoché identico, Favino è Craxi nei gesti, nelle movenze, nella voce, nella camminata, nei dettagli, come il modo di muovere dita e mani. È semplicemente incredibilmente bravo. Film da vedere. Assolutamente da vedere @betmak Dialoghi eccellenti e così drammaticamente attuali.
    #hammamet #pierfrancescofavino #instacinema #kinemaxgorizia #instafvg
  • 15 2 6 hours ago
  • 🎥 Frozen 2 (2019) 🇺🇸 . ⭐️⭐️⭐️
.
.
Sinopse: Anna, Elsa, Kristoff, Olaf e Sven deixam Arendelle para viajar para uma floresta antiga, no outono, de uma terra encantada. Eles partiram para encontrar a origem dos poderes de Elsa para salvar seu reino.
.
.
Comentários: A Disney tem nos últimos anos criado princesas em seus filmes poderosas, decididas e corajosas. Frozen já havia nos apresentado princesas que falam de amor entre si, tirando de lado aquelas apaixonadas e indefesas em busca de um príncipe. Ana e Elsa vão em busca de uma nova aventura, há sim uma historinha desinteressante do romance de Ana, mas o filme todo é alcançar desafios, desvendar mistérios e enfrentar seus medos. As músicas não são tão contagiantes como Frozen I mas entretém. Olaf está mais engraçado neste filme, a cena que ele relata para um povoado como foi Frozen I é hilária. Não sei o que pode surgir de uma terceira parte mas parece ainda ter fôlego. O filme não foi indicado ao Oscar de Animação deste ano, muitos dizem ser a grande esnobada, mas foi indicada a melhor canção por Into the Unknown, a que mais se destaca por sinal. Gostei tanto da versão cantada por Idina Menzel quanto da versão do Panic! At the Disco! .
.
Disponível nos cinemas. .
.
Fonte das imagens: internet
.
.
#cinema #filmaddict #lovecinema
#instacinema #setimarte #filme #movies #película #cinefilo #movielovers #academyawards #oscar #oscar2020 #frozenII #olaf
  • 🎥 Frozen 2 (2019) 🇺🇸 . ⭐️⭐️⭐️
    .
    .
    Sinopse: Anna, Elsa, Kristoff, Olaf e Sven deixam Arendelle para viajar para uma floresta antiga, no outono, de uma terra encantada. Eles partiram para encontrar a origem dos poderes de Elsa para salvar seu reino.
    .
    .
    Comentários: A Disney tem nos últimos anos criado princesas em seus filmes poderosas, decididas e corajosas. Frozen já havia nos apresentado princesas que falam de amor entre si, tirando de lado aquelas apaixonadas e indefesas em busca de um príncipe. Ana e Elsa vão em busca de uma nova aventura, há sim uma historinha desinteressante do romance de Ana, mas o filme todo é alcançar desafios, desvendar mistérios e enfrentar seus medos. As músicas não são tão contagiantes como Frozen I mas entretém. Olaf está mais engraçado neste filme, a cena que ele relata para um povoado como foi Frozen I é hilária. Não sei o que pode surgir de uma terceira parte mas parece ainda ter fôlego. O filme não foi indicado ao Oscar de Animação deste ano, muitos dizem ser a grande esnobada, mas foi indicada a melhor canção por Into the Unknown, a que mais se destaca por sinal. Gostei tanto da versão cantada por Idina Menzel quanto da versão do Panic! At the Disco! .
    .
    Disponível nos cinemas. .
    .
    Fonte das imagens: internet
    .
    .
    #cinema #filmaddict #lovecinema
    #instacinema #setimarte #filme #movies #película #cinefilo #movielovers #academyawards #oscar #oscar2020 #frozenII #olaf
  • 45 1 6 hours ago
  • A behind the scenes shot from Andrei Tarkovsky’s most overlooked film, “Nostalghia” (1983)
  • A behind the scenes shot from Andrei Tarkovsky’s most overlooked film, “Nostalghia” (1983)
  • 1,349 12 6 hours ago
  • RECOMENDACION | THE CROWN, TEMPORADA 3
.
EL DEBER
Isabel, por algunos momentos, se olvida de quién es y abre las rejas de su corazon. Y habla de los caballos, de su amor por aquel extraordinario animal y de que ella no debería estar ahí. Una llamada telefónica. Isabel sale, Isabel entra y ya no es Isabel; volvió a ser la Reina de Inglaterra.
El deber, ese aprisionante dogma que envuelve a los reyes. Ser rey o reina antes que todo. Estar después de Dios.
The Crown es hasta la médula el retrato vivo de esa dualidad que se enfrenta segundo a segundo, de la corona enterrando al ser humano, cargando con responsabilidades forzadas, ocultando los deseos, los sentimientos, los sueños.
Interpretación magistral de Olivia Colman, encarnando a Isabel ll, enfrentando el desastre de un país golpeado por una economía desplomándose, un conflicto político interno y los coletazos de las decisiones de su círculo más cercano. 
Olivia tuvo que tomar a una Isabel golpeada, denostada, y llevarla al frente de la trinchera de su reinado, y desde ahí resistir los embates de asumir el deber. Y que gozo es verla actuar, que talento por la chita.
The Crown sigue siendo una drama esplendido, con una fotografía alucinante y una música que tomó protagonismo positivo en esta temporada. 
Por supuesto, no se la pierda.
.
#thecrown #isabel #netflix #review #critica #celebrity #movie #film #greatmovies #greatmovie #movies #movielover #cinemalovers #movienews #follow #actresses #actors #theacademy #instamovies #instafilm #behindthescenes #instacinema #films
  • RECOMENDACION | THE CROWN, TEMPORADA 3
    .
    EL DEBER
    Isabel, por algunos momentos, se olvida de quién es y abre las rejas de su corazon. Y habla de los caballos, de su amor por aquel extraordinario animal y de que ella no debería estar ahí. Una llamada telefónica. Isabel sale, Isabel entra y ya no es Isabel; volvió a ser la Reina de Inglaterra.
    El deber, ese aprisionante dogma que envuelve a los reyes. Ser rey o reina antes que todo. Estar después de Dios.
    The Crown es hasta la médula el retrato vivo de esa dualidad que se enfrenta segundo a segundo, de la corona enterrando al ser humano, cargando con responsabilidades forzadas, ocultando los deseos, los sentimientos, los sueños.
    Interpretación magistral de Olivia Colman, encarnando a Isabel ll, enfrentando el desastre de un país golpeado por una economía desplomándose, un conflicto político interno y los coletazos de las decisiones de su círculo más cercano.
    Olivia tuvo que tomar a una Isabel golpeada, denostada, y llevarla al frente de la trinchera de su reinado, y desde ahí resistir los embates de asumir el deber. Y que gozo es verla actuar, que talento por la chita.
    The Crown sigue siendo una drama esplendido, con una fotografía alucinante y una música que tomó protagonismo positivo en esta temporada.
    Por supuesto, no se la pierda.
    .
    #thecrown #isabel #netflix #review #critica #celebrity #movie #film #greatmovies #greatmovie #movies #movielover #cinemalovers #movienews #follow #actresses #actors #theacademy #instamovies #instafilm #behindthescenes #instacinema #films
  • 30 0 7 hours ago
  • 🎬Legend-IMDb 6.9
_____________________________________________________________
1950-1960 cı illərdə Londonu hakimiyyəti altında saxlayan böyük bir dəstənin liderləri olan ekiz qardaşlar Ronald Krey və Reginald Krey,hər gün birazda güçlənib,daha çox bölgə və pula sahib olurdular.Ancaq bu yüksəliş Reggie'nin, Frances adlı qızla tanış olmasından sonra durğunlaşır.Yaşadığı stressə görə Reggie  artıq ən kiçik hadisələrdə belə özünü itirməyə başlayır.Qurulan bu hakimiyyətin də yavaş-yavaş zəiflədiyini görən qardaşlar yenidən əvvəlki güclərimi qayıtmaq istəyirlər.Evləndikdən sonra Reggie’nin gördüyü işlərdən narazı olan Frances də,artıq ona bu işləri görməməyi söyləsədə,bir müddət sonra özüdə çıxılmaz vəziyyətin içində olduğunu başa düşür.
———————————————————————————
Tom Hardy’nin həm Ronald,həm də Reginald Krey’i canlandırdığı filmdə,qardaşları həbs etməyə and içmiş detektiv Nipper Read rolunda Christopher Eccleston,Frances rolunda isə Emily Browning görürük.Film Gangster hekayəsi olsada, aksiyon səhnələri yerinə daha çox şəxsi həyatdan bəhs edən səhnələr üstündür.Rejisorluğunu Brian Helgeland’ın etdiyi dram,bioqrafiya və aksiyon janrlarının birləşdiyi film,tövsiyə etdiyim ekran işləri arasındadır.😊 #film#films#movie#movies#cinema#cinemalovers#cinematography#cinemania#art#tv#show#instagram#instagood#instadaily#instaday#instamoment#instacinema#instalikes#TagsForLikes#tagsforlikes#baku#azerbaijan
  • 🎬Legend-IMDb 6.9
    _____________________________________________________________
    1950-1960 cı illərdə Londonu hakimiyyəti altında saxlayan böyük bir dəstənin liderləri olan ekiz qardaşlar Ronald Krey və Reginald Krey,hər gün birazda güçlənib,daha çox bölgə və pula sahib olurdular.Ancaq bu yüksəliş Reggie'nin, Frances adlı qızla tanış olmasından sonra durğunlaşır.Yaşadığı stressə görə Reggie artıq ən kiçik hadisələrdə belə özünü itirməyə başlayır.Qurulan bu hakimiyyətin də yavaş-yavaş zəiflədiyini görən qardaşlar yenidən əvvəlki güclərimi qayıtmaq istəyirlər.Evləndikdən sonra Reggie’nin gördüyü işlərdən narazı olan Frances də,artıq ona bu işləri görməməyi söyləsədə,bir müddət sonra özüdə çıxılmaz vəziyyətin içində olduğunu başa düşür.
    ———————————————————————————
    Tom Hardy’nin həm Ronald,həm də Reginald Krey’i canlandırdığı filmdə,qardaşları həbs etməyə and içmiş detektiv Nipper Read rolunda Christopher Eccleston,Frances rolunda isə Emily Browning görürük.Film Gangster hekayəsi olsada, aksiyon səhnələri yerinə daha çox şəxsi həyatdan bəhs edən səhnələr üstündür.Rejisorluğunu Brian Helgeland’ın etdiyi dram,bioqrafiya və aksiyon janrlarının birləşdiyi film,tövsiyə etdiyim ekran işləri arasındadır.😊 #film #films #movie #movies #cinema #cinemalovers #cinematography #cinemania #art #tv #show #instagram #instagood #instadaily #instaday #instamoment #instacinema #instalikes #TagsForLikes #tagsforlikes #baku #azerbaijan
  • 72 0 8 hours ago
  • Marriage Story (2019)
.
.
🎬 Directed by: Noah Baumbach
🎥 Cinematography by: Robbie Ryan
  • Marriage Story (2019)
    .
    .
    🎬 Directed by: Noah Baumbach
    🎥 Cinematography by: Robbie Ryan
  • 2,198 1 8 hours ago
  • "Midsommar: O Mal Não Espera a Noite", é um filme assustadoramente belo e perturbador. Dirigido e roteirizado por Ari Aster, possui uma qualidade técnica impecável. Se em "Hereditário", seu primeiro longa, Aster nos imerge na escuridão, aqui ele nos leva pra Suécia, onde a noite dura poucas horas, mas, ainda assim, nos mantendo desconfortáveis.
.
Assim como em seu primeiro filme, Aster trabalha o luto e o drama familiar. Dani (Florence Pugh) sofre uma perda abismal e tenta buscar acolhimento e consolo em seu namorado, Christian (Jack Reynor), mesmo sabendo que este já não a quer mais e não tem coragem de terminar o relacionamento. E, por conta dessa fraqueza, Christian acaba convidando Dani a uma viagem à Suécia junto com seus amigos para conhecer um festival de uma comunidade da qual um deles é membro.
.
Já de início, o desconforto nos pega através da trilha sonora e da aflição angustiante vivida por Dani (Aliás, Florence Pugh é um show a parte). Aster nos apresenta a realidade de Dani com cores mais escuras. Ao chegarem a Suécia, a caminho da comunidade, a paleta de cores varia, nos presenteando com um cenário belíssimo e uma explosão de cores. Mas a inquietação é constante. Mesmo introduzindo seus personagens em um local aparentemente acolhedor; a trilha sonora, a escolha de alguns enquadramentos, planos longos e lentos, e o olhar de membros da comunidade, não nos tira o desconforto. Estamos sim, dentro de um suspense e terror psicológico. Mas, diferentemente de "Hereditário", o terror, o mal, está no Homem.
E este mal é habilidosamente colocado, nos mostrando o que uma religião ou uma comunidade religiosa é capaz de fazer com mentes vulneráveis e pessoas fragilizadas, assim como as não alienadas ao que se passa ao seu redor.
.
NOTA: 4/5
  • "Midsommar: O Mal Não Espera a Noite", é um filme assustadoramente belo e perturbador. Dirigido e roteirizado por Ari Aster, possui uma qualidade técnica impecável. Se em "Hereditário", seu primeiro longa, Aster nos imerge na escuridão, aqui ele nos leva pra Suécia, onde a noite dura poucas horas, mas, ainda assim, nos mantendo desconfortáveis.
    .
    Assim como em seu primeiro filme, Aster trabalha o luto e o drama familiar. Dani (Florence Pugh) sofre uma perda abismal e tenta buscar acolhimento e consolo em seu namorado, Christian (Jack Reynor), mesmo sabendo que este já não a quer mais e não tem coragem de terminar o relacionamento. E, por conta dessa fraqueza, Christian acaba convidando Dani a uma viagem à Suécia junto com seus amigos para conhecer um festival de uma comunidade da qual um deles é membro.
    .
    Já de início, o desconforto nos pega através da trilha sonora e da aflição angustiante vivida por Dani (Aliás, Florence Pugh é um show a parte). Aster nos apresenta a realidade de Dani com cores mais escuras. Ao chegarem a Suécia, a caminho da comunidade, a paleta de cores varia, nos presenteando com um cenário belíssimo e uma explosão de cores. Mas a inquietação é constante. Mesmo introduzindo seus personagens em um local aparentemente acolhedor; a trilha sonora, a escolha de alguns enquadramentos, planos longos e lentos, e o olhar de membros da comunidade, não nos tira o desconforto. Estamos sim, dentro de um suspense e terror psicológico. Mas, diferentemente de "Hereditário", o terror, o mal, está no Homem.
    E este mal é habilidosamente colocado, nos mostrando o que uma religião ou uma comunidade religiosa é capaz de fazer com mentes vulneráveis e pessoas fragilizadas, assim como as não alienadas ao que se passa ao seu redor.
    .
    NOTA: 4/5
  • 37 10 9 hours ago
  • He could still see his little brother😢💔
@bigscreenshows 
Movie: Charlie St. Cloud
  • He could still see his little brother😢💔
    @bigscreenshows
    Movie: Charlie St. Cloud
  • 9 1 9 hours ago