#vitrola Instagram Photos & Videos

vitrola - 90.3k posts

Top Posts

  • 🖖🏼
  • 🖖🏼
  • 267 7 6 hours ago

Latest Instagram Posts

  • Na sexta não teve LP vs LP, mas não é por isso que não vamos ter disco da semana!! Tom Zé costuma dizer em seus shows, antes de tocar a canção "João Nos Tribunais" que, no fim da década de 1950 o Brasil passou "do grau mais baixo da aptidão humana (exportador de matéria-prima) para o grau mais alto exportador de arte). A declaração deve-se ao lançamento de um disco que mudou para sempre os rumos da música popular brasileira: Chega de Saudade, gravado em 1959 por João Gilberto.

O agora sexagenário LP revolucionou a música brasileira com a mistura de jazz e samba batizada de bossa nova. Disco de estreia do baiano de Juazeiro do Norte, o vinil contém as músicas "É Luxo Só", "Hó-Bá-Lá-Lá" e os clássicos eternos "Desafinado" e "Chega de Saudade". João estava com 27 anos e criou uma obra que influenciou toda a geração que viria a seguir.

Gal Costa, Gilberto Gil, Chico Buarque e Edu Lobo são alguns dos artistas que creditam à faixa-título desse disco o rumo de suas vidas. Isso sem contar que foi através do contato com João que os Novos Baianos migraram do acid rock de seu LP de estreia e dos dois primeiros compactos para a mistura deliciosa de Acabou Chorare (1972). A composição de Tom e Vinícius, lançada originalmente em compacto no ano de 1958, traz a voz calma do cantor acompanhada de seu violão cadenciado, cantando quase ao ouvido uma letra sobre a agonia da ausência de seu amor - "diz-lhe numa prece que ela regresse por que eu não posso mais sofrer". Tom Jobim, na contracapa do disco, é preciso: "Quando João Gilberto se acompanha, o violão é ele. Quando a orquestra o acompanha, a orquestra também é ele. João Gilberto não subestima a sensibilidade do povo. (...) Eu acredito em João Gilberto, porque ele é simples, sincero e extraordinariamente musical".
  • Na sexta não teve LP vs LP, mas não é por isso que não vamos ter disco da semana!! Tom Zé costuma dizer em seus shows, antes de tocar a canção "João Nos Tribunais" que, no fim da década de 1950 o Brasil passou "do grau mais baixo da aptidão humana (exportador de matéria-prima) para o grau mais alto exportador de arte). A declaração deve-se ao lançamento de um disco que mudou para sempre os rumos da música popular brasileira: Chega de Saudade, gravado em 1959 por João Gilberto.

    O agora sexagenário LP revolucionou a música brasileira com a mistura de jazz e samba batizada de bossa nova. Disco de estreia do baiano de Juazeiro do Norte, o vinil contém as músicas "É Luxo Só", "Hó-Bá-Lá-Lá" e os clássicos eternos "Desafinado" e "Chega de Saudade". João estava com 27 anos e criou uma obra que influenciou toda a geração que viria a seguir.

    Gal Costa, Gilberto Gil, Chico Buarque e Edu Lobo são alguns dos artistas que creditam à faixa-título desse disco o rumo de suas vidas. Isso sem contar que foi através do contato com João que os Novos Baianos migraram do acid rock de seu LP de estreia e dos dois primeiros compactos para a mistura deliciosa de Acabou Chorare (1972). A composição de Tom e Vinícius, lançada originalmente em compacto no ano de 1958, traz a voz calma do cantor acompanhada de seu violão cadenciado, cantando quase ao ouvido uma letra sobre a agonia da ausência de seu amor - "diz-lhe numa prece que ela regresse por que eu não posso mais sofrer". Tom Jobim, na contracapa do disco, é preciso: "Quando João Gilberto se acompanha, o violão é ele. Quando a orquestra o acompanha, a orquestra também é ele. João Gilberto não subestima a sensibilidade do povo. (...) Eu acredito em João Gilberto, porque ele é simples, sincero e extraordinariamente musical".
  • 40 4 1 hour ago
  • Vespas Mandarinas é uma banda alternativa paulista, fundada em 2009, mas que apenas em 2013 lançou seu primeiro álbum, o Animal Nacional, conquistando, inclusive, a indicação ao Grammy Latino na categoria de melhor disco de rock brasileiro! Os integrantes pertencem a outros grupos de ressonância na cena indie nacional, como o Banzé, Forgotten Boys e Sugar Kane. Já participaram de vários festivais, como o Lollapalooza, acumulam algumas participações em rádios e tvs e, em 2017, lançaram o segundo álbum, o Daqui Pro Futuro, com participação mais que especial do Samuel Rosa. Recentemente gravaram também com Edgard Scandurra e o saudoso Marcelo Yuka. Infelizmente, ano passado, um dos seus membros mais simbólicos saiu a banda, o Chuck. Este compacto da foto é o "O O V O E N J A U L A D O", contou com os vocais do pai do grunge na canção A Man Without Qualities, o Mark Arm, líder do Mudhoney. Esta música é a versão em inglês da Um Homem Sem Qualidades, uma das primeiras gravadas pela banda. A faixa do lado B é a Estrada Escura, foi escrita por Taciana Barros e Michel Kuaker, com referências a leitura contracultural de Roberto Piva, uma espécie de Jack Kerouac brasileiro. A capa é uma criação de Theo Castilho, um dos totens da cena punk de São Paulo... #VespasMandarinas #ChuckHipolitho #JackKerouac #RobertoPiva #GrammyLatino #AnimalNacional #Banze #ForgottenBoys #SugarKane #Lollapalooza #DaquiProFuturo #SamuelRosa #Mudhoney #EdgardScandurra #MarceloYuka #OOvoenjaulado #AManWithoutQualities #MarkArm #UmHomemSemQualidades #TacianaBarros #MichelKuaker #TheoCastilho #vinil #vitrola
  • Vespas Mandarinas é uma banda alternativa paulista, fundada em 2009, mas que apenas em 2013 lançou seu primeiro álbum, o Animal Nacional, conquistando, inclusive, a indicação ao Grammy Latino na categoria de melhor disco de rock brasileiro! Os integrantes pertencem a outros grupos de ressonância na cena indie nacional, como o Banzé, Forgotten Boys e Sugar Kane. Já participaram de vários festivais, como o Lollapalooza, acumulam algumas participações em rádios e tvs e, em 2017, lançaram o segundo álbum, o Daqui Pro Futuro, com participação mais que especial do Samuel Rosa. Recentemente gravaram também com Edgard Scandurra e o saudoso Marcelo Yuka. Infelizmente, ano passado, um dos seus membros mais simbólicos saiu a banda, o Chuck. Este compacto da foto é o "O O V O E N J A U L A D O", contou com os vocais do pai do grunge na canção A Man Without Qualities, o Mark Arm, líder do Mudhoney. Esta música é a versão em inglês da Um Homem Sem Qualidades, uma das primeiras gravadas pela banda. A faixa do lado B é a Estrada Escura, foi escrita por Taciana Barros e Michel Kuaker, com referências a leitura contracultural de Roberto Piva, uma espécie de Jack Kerouac brasileiro. A capa é uma criação de Theo Castilho, um dos totens da cena punk de São Paulo... #VespasMandarinas #ChuckHipolitho #JackKerouac #RobertoPiva #GrammyLatino #AnimalNacional #Banze #ForgottenBoys #SugarKane #Lollapalooza #DaquiProFuturo #SamuelRosa #Mudhoney #EdgardScandurra #MarceloYuka #OOvoenjaulado #AManWithoutQualities #MarkArm #UmHomemSemQualidades #TacianaBarros #MichelKuaker #TheoCastilho #vinil #vitrola
  • 90 3 4 hours ago
  • 🖖🏼
  • 🖖🏼
  • 267 7 6 hours ago
  • Na fase do Racional, Tim obrigou os músicos a se converterem ao Racional Superior. Todos precisavam seguir as novas regras: só usar roupas brancas, não beber, não fumar, não usar nenhuma droga, nada de sexo e sem carne vermelha. Quem falhasse estaria expulso da banda. Foi uma fase de muita piração, lançaram dois discos e o terceiro foi descoberto 36 anos depois.⠀
Dia 22 vocês vão ouvir o resultado dessa caretice toda nas plataformas.⠀
.⠀
In the Racional phase, Tim forced his musicians to convert to Racional Superior doctrine. Everyone had to follow the new rules: wear white clothes only, don't drink, don't smoke, don't do drugs, no sex and no red meat. Anyone who failed would be kicked out of the band. It was a very crazy phase, they released two albums, and the third one was discovered 36 years later.⠀
Next Friday, you're going to listen to the result of all this on all platforms for the first time.⠀
.⠀
⠀
#TimMaia #CulturaRacional #RacionalSuperior #Racional #SoulMusic #MusicaBrasileira #Disco #QueBeleza #1975 #1976 #ImunizaçãoRacional #Cantor #Song #Cultura #Arte #MPB #Brasil #ReiDoSoul #Vinil #Vitrola⠀
  • Na fase do Racional, Tim obrigou os músicos a se converterem ao Racional Superior. Todos precisavam seguir as novas regras: só usar roupas brancas, não beber, não fumar, não usar nenhuma droga, nada de sexo e sem carne vermelha. Quem falhasse estaria expulso da banda. Foi uma fase de muita piração, lançaram dois discos e o terceiro foi descoberto 36 anos depois.⠀
    Dia 22 vocês vão ouvir o resultado dessa caretice toda nas plataformas.⠀
    .⠀
    In the Racional phase, Tim forced his musicians to convert to Racional Superior doctrine. Everyone had to follow the new rules: wear white clothes only, don't drink, don't smoke, don't do drugs, no sex and no red meat. Anyone who failed would be kicked out of the band. It was a very crazy phase, they released two albums, and the third one was discovered 36 years later.⠀
    Next Friday, you're going to listen to the result of all this on all platforms for the first time.⠀
    .⠀

    #TimMaia #CulturaRacional #RacionalSuperior #Racional #SoulMusic #MusicaBrasileira #Disco #QueBeleza #1975 #1976 #ImunizaçãoRacional #Cantor #Song #Cultura #Arte #MPB #Brasil #ReiDoSoul #Vinil #Vitrola
  • 497 8 18 hours ago
  • Por aqui é  assim... a gente briga, brinca, trabalha, se diverte, dança, faz almoço,  lava a louça,  arruma o brechó e escuta Michael Jackson num belo vinil de 1982, com um toca disco CCE e receiver Gradiente! Se vc entender isso provavelmente já passou bem dos 35 aninhos! 😂😂😂😂 #brechó #achadosevestidos #musicas #vitrola ❤❤❤❤❤❤❤❤
  • Por aqui é assim... a gente briga, brinca, trabalha, se diverte, dança, faz almoço, lava a louça, arruma o brechó e escuta Michael Jackson num belo vinil de 1982, com um toca disco CCE e receiver Gradiente! Se vc entender isso provavelmente já passou bem dos 35 aninhos! 😂😂😂😂 #brechó #achadosevestidos #musicas #vitrola ❤❤❤❤❤❤❤❤
  • 15 2 17 March, 2019
  • (1969) In the Court of the Crimson King
🇬🇧 King Crimson

Álbum de estreia de uma das mais importantes e influentes bandas de rock progressivo. 
O final da década de 60 talvez tenha sido o período de mais experimentalismo e efervescência na história da música. Muitas bandas como Beatles, Pink Floyd e The Who levavam ao rock estruturas nada convencionais para o gênero. Passava a ser introduzido alí sons distorcidos, longos solos, sons de animais e objetos, além da maior participação dos produtores, que seriam responsáveis por colocar colagens e efeitos sonoros inovadores. Todas essas inovações deram margem para a criação de um novo gênero, o rock progressivo. Coube assim aos novatos Robert Fripp (guitarrista e único membro presente até hoje), Greg Lake (vocal e baixo), Ian McDonald (sopros, mellotron, teclados e vocais de apoio), Michael Giles (bateria, percussão e vocais de apoio) e Peter Sinfield (letras e iluminação) dar forma ao gênero e unificar as experimentações dessas bandas. O resultado é uma obra repleta de músicas longas, cheias de solos, mudança de andamentos e letras que são verdadeiras viagens.

Produção: Robert Fripp e Peter Sanfield

#kingcrimson #inthecourtofthecrimsonking #robertfripp #progressiverock #rockprogressivo #instavinyl #instavinil #nowspinning #recordcollection #turntable #vitrola #vinylcollection #vinyligclub #vinylrecords #vinyloftheday #vinylrecords #vinyls #vinylcommunity #vinylporn #vinyl #vinyljunkies #vinylgram #vinylcollector #vinyllovers
  • (1969) In the Court of the Crimson King
    🇬🇧 King Crimson

    Álbum de estreia de uma das mais importantes e influentes bandas de rock progressivo.
    O final da década de 60 talvez tenha sido o período de mais experimentalismo e efervescência na história da música. Muitas bandas como Beatles, Pink Floyd e The Who levavam ao rock estruturas nada convencionais para o gênero. Passava a ser introduzido alí sons distorcidos, longos solos, sons de animais e objetos, além da maior participação dos produtores, que seriam responsáveis por colocar colagens e efeitos sonoros inovadores. Todas essas inovações deram margem para a criação de um novo gênero, o rock progressivo. Coube assim aos novatos Robert Fripp (guitarrista e único membro presente até hoje), Greg Lake (vocal e baixo), Ian McDonald (sopros, mellotron, teclados e vocais de apoio), Michael Giles (bateria, percussão e vocais de apoio) e Peter Sinfield (letras e iluminação) dar forma ao gênero e unificar as experimentações dessas bandas. O resultado é uma obra repleta de músicas longas, cheias de solos, mudança de andamentos e letras que são verdadeiras viagens.

    Produção: Robert Fripp e Peter Sanfield

    #kingcrimson #inthecourtofthecrimsonking #robertfripp #progressiverock #rockprogressivo #instavinyl #instavinil #nowspinning #recordcollection #turntable #vitrola #vinylcollection #vinyligclub #vinylrecords #vinyloftheday #vinylrecords #vinyls #vinylcommunity #vinylporn #vinyl #vinyljunkies #vinylgram #vinylcollector #vinyllovers
  • 72 4 17 March, 2019